Daniel Cormier rebate provocação de Jon Jones e minimiza polêmica recente com o rival

Chamado de 'amargo' por Jones, Daniel Cormier rebateu as provocações do rival e colocou 'panos quentes' na polêmica

D. Cormier (esq.) e J. Jones (dir.) em encarada para luta em 2016.
Foto: Reprodução/YouTube ufc

A rivalidade entre Jon Jones e Daniel Cormier se mantém viva quase seis anos após se encontrarem pela última vez dentro do octógono e depois até mesmo da aposentadoria de Cormier.

A mais recente polêmica teve início após Daniel Cormier se referir a Jon Jones como um ‘mal funcionário’ por conta da recente conversa vazada por processo judicial que mostra Dana White chamando o atual campeão peso pesado de ‘idiota’ e ‘canalha’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Israel Adesanya em luta no UFC. Foto: Reprodução/Twitter/UFCBrasil
Justin Gaethje é um dos destaques dos leves. Foto: Reprodução/Instagram @justin_gaethje

Chamado por Jon Jones de ‘amargo’ por conta dos recentes comentários, Daniel Cormier rebateu a provocação do rival em vídeo publicado em seu canal oficial no YouTube.

“Você sabe o que é mais doido para mim em toda essa situação com Jones? Eu poderia falar 100 coisas positivas sobre ele, mas ele se apegaria às coisas negativas. Eu não estava falando diretamente sobre ele. (…) Então eu recebo inúmeras notificações de que Jones disse para nunca deixar um ‘funcionário ruim’ te bater e tirar tudo de você duas vezes, que poderia te deixar amargo por muito tempo’. Caras, mesmo que ele tenha vencido ambas as lutas naquele momento, isso não muda nada do que eu falei. (…) Mesmo que ele tenha vencido as lutas, não muda o que aconteceu na luta contra Dan Henderson, ou o que aconteceu no UFC 200. Não muda em nada as razões pelas quais Dana ficou enfurecido”, argumentou o ex-campeão dos pesados e meio-pesados.

PUBLICIDADE:

Daniel Cormier deu continuidade à argumentação, garantindo que também tece comentários positivos em relação a Jones, que acabam sendo ignorados pelo rival.

“Eu também disse várias coisas boas sobre ele. Também disse que, mesmo fazendo tudo o que fez, o UFC não poderia se livrar dele, porque ele tem muito valor. Ele é importante demais. Então mesmo com problemas, com raiva, com todas as coisas, ele sempre vai se safar, porque ele é muito importante. Cadê a resposta para isso?”, questionou DC.

PUBLICIDADE:

Por fim, Daniel Cormier negou que as duas derrotas sofridas contra Jon Jones no octógono (uma delas transformada em ‘sem resultado’) tenham o deixado ‘amargo’, como pensa o rival.

“Eu nunca disse que ele foi sempre um mal funcionário. Eu disse que houve momentos em que ele foi um mal funcionário, mas ele responde de uma forma como se eu fosse amargo. Eu não sou amargo. Eu estou bem com tudo. Eu admito que ele venceu as lutas, porque não acho que ele seja a única pessoa que eu enfrentei na minha vida que fazia uso de esteroides. Provavelmente há muitos caras que eu enfrentei ao longo da carreira que estavam usando esteroides. Eu simplesmente não consegui vencê-lo. Essa é minha realidade e estou ok com isso”, finalizou.

Os salários milionários de Bambam e Popó + Vitor Belfort esnobado

Leia Mais sobre: , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297