UFC Rio 5: Aldo faz revanche contra Mendes e defende último cinturão brasileiro em casa

Manauara concede revanche ao norte-americano, nocauteado por ele em 2012; confira o card completo da noite

J. Aldo (esq.) e C. Mendes (dir.) lutam pelo cinturão dos penas neste sábado (25). Foto: Reprodução

J. Aldo (esq.) e C. Mendes (dir.) lutam pelo cinturão dos penas neste sábado (25). Foto: Reprodução

Com nove campeões em sua história, o Brasil é o segundo país com o maior número de títulos do UFC, atrás apenas dos Estados Unidos. Durante o segundo semestre de 2012, quatro dos campeões vigentes na maior organização de MMA do planeta eram brasileiros. Porém, a situação atualmente é bem diferente, e neste sábado (25), no Rio de Janeiro (RJ), o manauara José Aldo defenderá contra Chad Mendes, na luta principal do UFC Rio 5, aquele que é o último cinturão tupiniquim restante.

Além da responsabilidade nacional, o combate também desperta em Aldo um compromisso bastante pessoal. Isso porque Chad Mendes é um velho conhecido do campeão, tendo sido vencido por ele por nocaute no UFC Rio 2 em janeiro de 2012, e representa a equipe Team Alpha Male, principal academia rival da Nova União – academia do manauara. A tensão entre os dois chegou a seu ponto máximo no último mês de agosto, em um evento promocional, quando o brasileiro, sempre calmo e avesso às polêmicas, empurrou o norte-americano durante uma encarada.

Consciente de sua missão quando pisar no octógono no Ginásio do Maracanãzinho, palco histórico de eventos de vale-tudo (o precursor do MMA) no passado, o próprio Aldo tratou de tranquilizar os fãs e garantir que o título ficará no Brasil. “Muitos tentaram e não conseguiram. Então, podem ficar tranquilos que esse cinturão vai ficar aqui”, assegurou o campeão dos penas logo após a pesagem oficial do evento, na sexta-feira (24).

Mendes, por sua vez, prometeu que o combate será diferente do acontecido no UFC Rio 2, em agosto de 2012, quando Aldo venceu por nocaute no primeiro round. “Muita coisa mudou, é difícil falar aqui, mas percebi os erros da primeira luta e estou pronto para essa batalha”, declarou.

Após derrota para Jon Jones, Glover busca reabilitação contra Phil Davis

A luta co-principal da noite no Maracanãzinho marcará o encontro de dois membros do top-10 da categoria peso meio-pesado, com limite de peso até 93 kg. Após ser derrotado de maneira inapelável para o campeão Jon Jones na disputa do cinturão da divisão em março deste ano, o brasileiro Glover Teixeira volta ao octógono em busca da recuperação. Mas engana-se quem pensa que o brasileiro terá vida fácil, seu adversário de Glover será o duríssimo Phil Davis, atual sexto colocado no ranking oficial e que ostenta um cartel de 12 vitórias, duas derrotas e uma luta sem resultado.

Maldonado, Lucas Mineiro e Diego Ferreira completam time brasileiro

Além de Glover e Aldo, outros três lutadores completam o time brasileiro para o card principal do UFC Rio 5. São eles: Fábio Maldonado, Lucas Mineiro e Carlos Diego Ferreira. Após uma experiência frustrada nos pesos pesados, com o nocaute-relâmpago sofrido para Stipe Miocic em maio, Maldonado está de volta aos meio-pesados e encara o holandês Hans Stringer. Já Lucas Martins encara seu primeiro adversário ranqueado no Ultimate e tem o norte-americano Darren Elkins pela frente. Por fim, o brasileiro radicado nos Estados Unidos Diego Ferreira faz sua estreia nos eventos em seu país-natal contra o iraniano Beneil Dairush.

Confira abaixo o card completo do UFC Rio, que terá transmissão do canal Combate a partir das 20h30m. Já a Rede Globo exibe apenas a luta principal entre Aldo x Mendes a partir das 2h.

CARD PRINCIPAL

Peso pena (até 66 kg): José Aldo (65,8 kg)  x Chad Mendes (65,8 kg);

Peso meio-pesado (até 93 kg): Glover Teixeira x Phil Davis;

Peso meio-pesado (até 93 kg): Fábio Maldonado x Hans Stringer;

Peso pena (até 66 kg): Darren Elkins x Lucas Mineiro;

Peso leve (até 70,3 kg): Carlos Diego Ferreira x Beneil Dariush.

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio (até 77,1 kg): William Patolino x Neil Magny;

Peso leve (até 70,3 kg): Yan Cabral x Naoyuki Kotani;

Peso mosca (até 57 kg): Wilson Reis x Scott Jorgensen;

Peso pena (até 66 kg): Felipe Sertanejo x Andre Fili;

Peso leve (até 70,3 kg): Gilbert Durinho x Christos Giagos;

Peso leve (até 70,3 kg): Fabrício Morango x Tony Martin.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments