Paulo Borrachinha entrega luta eletrizante, mas é superado por Robert Whittaker no UFC 298

Após mais de um ano de inatividade, brasileiro vive batalha emocionante e é derrotado na decisão dos juízes

De volta após mais de um ano de inatividade, Paulo Borrachinha entregou um confronto eletrizante na luta co-principal do UFC 298. Destaque no evento deste sábado (17), realizado em Anaheim (EUA), o brasileiro dividiu o octógono com Robert Whittaker e travou um dos desafios mais empolgantes do show. O mineiro, apesar da agressividade, acabou frustrado pela técnica do ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) e foi superado na decisão unânime dos juízes.

A derrota afasta momentaneamente Borrachinha do sonho de voltar a disputar o cinturão dos médios. O tropeço marca o terceiro resultado negativo do brasileiro nas últimas cinco apresentações.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Poatan Hill UFC 300
topuria-volkanovski nocautes

Antigo campeão da categoria, Whittaker tem motivos de sobra para celebrar. Além de defender a terceira posição no ranking e impedir a ascensão do tupiniquim, o australiano volta ao caminho das vitórias e também a sonhar com a nova oportunidade de lutar pelo antigo trono.

Valeu o ingresso!

A luta começou com Borrachinha ‘enquadrando’ Whittaker logo nos segundos iniciais. Ainda no primeiro minuto, o brasileiro lançou um chute alto, que explodiu na guarda do australiano. Robert apostava nos contragolpes e aguardava as ações do mineiro. Paulo lançou novo chute alto, novamente defendido pelo ex-campeão. O embate era tenso, e os atletas se estudavam no centro do octógono. Whittaker passou a lançar golpes pontuais, e atacava com jabs e chutes baixos na longa distância. Na metade da etapa, dois cruzados do australiano tocaram o rosto do brasileiro. Borrachinha não se acuava e continuava caminhando para frente. Robert era mais agressivo e forçava com que o mineiro caminhasse para trás. Quase no minuto final, um direto de Whittaker explodiu no rosto de Paulo, mas o brasileiro absorvia bem os ataques. Nos segundos finais, Borrachinha desequilibrou Robert com um chute alto giratório. O brasileiro sentiu o bom momento, mas o ex-campeão acabou salvo pelo gongo.

PUBLICIDADE:

Paulo Borrachinha (dir.) em luta contra Robert Whittaker no UFC 298. Foto: Reprodução/Instagram

No segundo round, Robert tomou a iniciativa, com jabs seguidos de um chute baixo. Paulo aguardava o melhor momento para atacar e administrava a distância. O brasileiro seguiu apostando nos chutes altos e buscava um descuido do oponente. Com pouco mais de um minuto, foi a vez de Whittaker ameaçar com um chute alto. Na metade da etapa, o mineiro lançou novo chute alto, mas o golpe parou na defesa do ex-campeão. Restando dois minutos para o fim da etapa, Robert surpreendeu o brasileiro com um direto limpo no rosto. O momento era do australiano, que passava a pontuar com jabs, diretos e chutes baixos. Borrachinha baixou a guarda e passou a provocar o oponente, mas o momento era favorável para o ex-campeão. Nos segundos finais, a velocidade de Whittaker impressionava. Enquanto o brasileiro arriscava um ataque, o australiano respondia com combinações.

PUBLICIDADE:

O último assalto começou com os atletas ensaiando uma trocação franca no centro do octógono. Borrachinha lançou um chute na panturrilha do rival, mas Whittaker respondeu com um direto. Na metade do round, Borrachinha chamou o rival para trocar ataques no centro do octógono. Robert não caiu na armadilha e seguia pontuando com jabs, diretos e chutes baixos. No minuto final, Robert seguia pontuando com ataques na longa distância. A luta acabou com os lutadores se encarando no centro do octógono.

Resultados do UFC 298

CARD PRINCIPAL

Peso pena (até 65,7 kg): Ilia Topuria derrotou Alexander Volkanovski por nocaute a 3m32s do R2- luta pelo cinturão

PUBLICIDADE:

Peso médio (até 83,9 kg): Robert Whittaker derrotou Paulo Borrachinha na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Ian Garry derrotou Geoff Neal na decisão dividida dos juízes (30-27, 28-29, 30-27)

Peso galo (até 61,2 kg): Merab Dvalishvili derrotou Henry Cejudo na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9 kg): Anthony Hernandez finalizou Roman Kopylov com um mata-leão a 3m23s do R2

CARD PRELIMINAR 

Peso palha (até 52,1 kg): Amanda Lemos derrotou Mackenzie Dern na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pesado (até 120,2 kg): Marcos Pezão derrotou Junior Tafa por nocaute técnico a 1m14s do R2

Peso galo (até 61,2 kg): Rinya Nakamura derrotou Carlos Vera na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-pesado (até 93 kg): Mingyang Zhang derrotou Brendson Ribeiro por nocaute técnico a 1m41s do R1

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Danny Barlow derrotou Josh Quinlan por nocaute técnico a 1m18s do R3

Peos meio-médio (até 77,1 kg): Oban Elliot derrotou Valentine Woodburn na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso mosca (até 56,7 kg): Miranda Maverick derrotou Andrea Lee na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Estatítiscas do UFC 298

Leia Mais sobre: , ,


Resultados do UFC 300 Resultados do UFC Las Vegas 90 Resultados do UFC Atlantic City Resultados do UFC Las Vegas 89 Resultados do UFC Las Vegas 88