Marcus Brimage passa do ponto em desabafo e diz que juízes deveriam se matar

Atleta do UFC vem de duas derrotas seguidas e deu a infeliz declaração ao comentar seu último resultado no octógono

M. Brimage (foto) com seu característico óculos típico dos sayajins de Dragon Ball Z. Foto: Josh Hedges/UFC

M. Brimage (foto) ficou reconhecido por usar os óculos típico dos sayajins de Dragon Ball Z. Foto: Josh Hedges/UFC

Lidar com o fracasso nunca é fácil. Mas para os grandes atletas, são justamente os revezes que ensinam as maiores lições. Apesar disso, o peso galo do UFC Marcus Brimage resolveu ignorar totalmente tal máxima ao desabafar sobre a decisão controversa que culminou em sua derrota para Russel Doane, no último mês de julho, e acabou protagonizando uma das mais infelizes declarações do MMA nos últimos tempos.

LEIA TAMBÉM
– Vídeo: Ronda Rousey faz topless em campanha ousada para grife
– Mike Tyson revela ter sofrido abuso sexual na infância
– Esposa agredida defende lutador agressor: ‘Ele é um amor’

“Você pode definitivamente me citar no que vou dizer: os juízes da Comissão Atlética de Nevada deveriam fazer um favor a todos, se matarem e convidar a todos para o funeral”, disse Brimage, em entrevista ao site “Bleacher Report”. “Essa luta contra Russel Doane, foi uma blasfêmia, cara! Eu assisti essa luta tantas vezes e eu simplesmente não consigo ver como eu perdi essa luta”, completou.

As impulsivas palavras de Marcus Brimage podem acabar lhe custando caro. O UFC possui um rígido código de conduta para seus atletas e não raramente pune lutadores sob contrato por declarações públicos que causem polêmica. Apesar disso, até o momento, a organização não se manifestou sobre o ocorrido. Enquanto isso, Brimage, que tem um cartel profissional de seis vitórias e três derrotas, segue se preparando para enfrentar Jumabieke Tuerxun no próximo dia 8 de novembro, no UFC Fight Night 55, na Austrália.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments