Nate Diaz detona novo acordo do UFC por uniformes: ‘F***-se’

Lutador foi um dos poucos em atividade no Ultimate a reclamar do novo contrato com a Reebok

N. Diaz (foto) já foi suspenso no ano passado por declarações publicadas em seu Twitter. Foto: Josh Hedges/UFC

N. Diaz (foto) já foi suspenso no ano passado por declarações publicadas em seu Twitter. Foto: Josh Hedges/UFC

Anunciado em entrevista coletiva especial nesta terça-feira (02), o contrato entre o UFC e a Reebok para exclusividade no desenvolvimento de uniformes para os atletas agradou grande parte dos lutadores. Por meio de seus perfis nas redes sociais, alguns dos principais nomes da organização se manifestaram de forma positiva em relação à novidade. Na contramão da maioria, porém, o polêmico Nate Diaz foi terminantemente contra e detonou o acordo.

Veja Também

Dana promete mudanças no ranking do UFC: Queremos um grupo menor, de confiança e ético
UFC fecha exclusividade com marca de material esportivo e lutadores agora terão uniformes
Anthony Pettis classifica fratura de Anderson Silva como ‘erro amador’
Presidente do Bellator expressa desejo em contratar Brock Lesnar

“Aqui para seus uniformes de m****: F***-se”, publicou o lutador em seu perfil oficial no Twitter. Minutos depois, em tom de sarcasmo, Nate escreveu outra mensagem. “Oh, m****, meu telefone foi hackeado hoje”, ironizou o irmão mais novo de Nick Diaz, em referência a diversos episódios nos quais atletas alegaram ter tido seus aparelhos invadidos após se envolverem em polêmicas nas redes sociais.

Até o momento, a organização do Ultimate não se posicionou oficialmente sobre os comentários de Nate Diaz e, portanto, não revelou se o atleta será punido pelas mensagens. Em maio do ano passado, o polêmico peso leve foi suspenso por 90 dias e teve que pagar uma multa equivalente a US$ 20 mil (cerca de R$ 51 mil) após publicar mensagens ofensivas ao peso galo Bryan Caraway em seu Twtitter.

O contrato entre UFC e Reebok é válido por seis anos e não teve seus valores divulgados. Segundo o presidente Dana White, todo o montante arrecadado no acordo, que entra em vigência em julho de 2015, será distribuído para os atletas, que passarão a ser classificados em grupos baseados nas suas posições no ranking oficial. A partir da “International Fight Week” do próximo ano, fica vetado aos atletas o uso de outros materiais que não os fornecidos pela organização e a marca durante lutas, pesagens e eventos oficiais, bem como a exposição de outros patrocinadores pessoais.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments