A 10 dias de acontecer, luta entre Mayweather e Pacquiao ainda não teve contrato assinado

Duelo está marcado para o dia 2 de maio; até o momento, por causa do imbróglio, ingressos não foram impressos ou entregues aos compradores

Pacquiao (esq.) e Mayweather (dir.) têm encontro marcado no dia 2 de maio. Foto: Reprodução

Pacquiao (esq.) e Mayweather (dir.) têm encontro marcado no dia 2 de maio. Foto: Reprodução

No dia 2 de maio, a cidade de Las Vegas (EUA) será palco daquela que é considerada a “Luta do Século” no boxe, entre o filipino Manny Pacquiao e o norte-americano Floyd Mayweather Jr. Porém, a apenas 10 dias do grande evento, o contrato do combate ainda não foi assinado pelos lutadores.

Veja Também

Focado nas Olimpíadas, Anderson Silva descarta aposentadoria do MMA: ‘Luto mais uns cinco anos’
Após vitória sobre Lyoto, Rockhold dispara em ranking e assume liderança entre os médios
Hector Lombard encara Nate Marquardt no UFC 166
Flagrado no antidoping, Lombard se diz ‘decepcionado com sua estupidez’
Novo campeão do Bellator, Marcos Loro cumpre promessa e leva cinturão ao túmulo da mãe

A informação foi divulgada pelo canal de TV norte-americano ESPN. Segundo a reportagem, o ponto de divergência que impede a assinatura do contrato é a distribuição dos pacotes de pay-per-view, já que os atletas possuem acordos com emissoras diferentes, Showtime e HBO.

Responsável pela Top Rank, promotora de Manny Pacquiao, Bob Arum disse que o contrato ainda não foi assinado devido pois a versão recebida por ele era diferente da proposta feita meses atrás, quando o combate foi apalavrado. “Nós concordamos que seríamos todos signatários no contrato final, e aí eles no enviaram um projeto do acordo que nos excluía. Eles não querem nos dar voz. Eles não podem agir como se o nosso acordo original não existisse”, revelou Arum.

Já o responsável pela Mayweather Productions (que, como o nome sugere, cuida da carreira do invicto pugilista norte-americano), Leonard Ellerbe, contestou as acusações de Arum e garantiu que o representante de Pacquiao está tentando alterar a proposta original em benefício próprio.

Além de por em risco a realização do duelo, marcado para o dia 2 de maio no MGM Grand Garden Arena em Las Vegas (EUA), a não assinatura dos contratos também fez com que nenhum ingresso fosse impresso e entregue para os torcedores. Além disso, boa parte dos assentos disponíveis para o evento sequer foi posta a venda até o momento.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments