Jason quer provar inocência em caso de doping e entrar na justiça contra CABMMA

Campeão do TUF Brasil 1 confia que contraprova mostrará que não usou diurético antes de sua luta no UFC Goiânia

R. Jason (foto) quer provar inocência em caso de doping. Foto: Josh Hedges/UFC

R. Jason (foto) quer provar inocência em caso de doping. Foto: Josh Hedges/UFC

Rony Jason, flagrado em exame antidoping após seu último combate, confia em sua inocência e pretende entrar na justiça contra a Comissão Atlética Brasileira de MMA, responsável por requerer o teste que deu positivo.

Veja Também

Campeão do TUF Rony Jason cai no antidoping e é suspenso por nove meses
Comissão Brasileira faz acordo com USADA para por em prática novas normas antidoping do UFC
Inconsistência nos resultados de antidoping pode inocentar Anderson Silva, diz site

O campeão do TUF Brasil 1 finalizou Damon Jackson em Goiânia, no fim de maio, mas logo depois foi flagrado com o diurético hidroclorotiazida. A luta foi revertida a no-contest e o lutador foi suspenso por nove meses.

No entanto, Jason tem plena certeza de que é inocente e pretende mostrar isso no exame de contraprova. “A CABMMA me informou que a contraprova será feita no dia 7 de julho. Meu advogado está indo a Las Vegas para acompanhar de perto todo o procedimento. Vou fazer tudo o que eu puder para reverter este resultado. Depois que o resultado for revertido, processaremos a CABMMA por danos morais e materiais”, disse, ao site norte-americano “MMA Fighting”.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments