Amanda Ribas vence no Jungle Fight 79, mas não leva cinturão peso palha

Lutadora mineira, que teve problemas com o peso na sexta-feira, entrou na luta com dois pontos de desvantagem e finalizou rápido

Amanda (dir.) vence, mas não leva o cinturão do Jungle Fight

Amanda Ribas (dir.) vence, mas não leva o cinturão do Jungle Fight

A brasileira Amanda Ribas venceu, mas não levou. A lutadora mineira precisou de pouco mais de um minuto para finalizar Tania Pereda na luta principal do Jungle Fight 79, evento realizado em Campo Grande, na noite deste sábado (04). Porém, como Amanda teve problemas com a balança e não conseguiu bater o peso, o título da categoria de palhas acabou ficando vago.

Veja Também

Bruno Beirute bate Vitor Toffanelli e conquista cinturão dos penas no Max Fight 15
No dia da independência, ring girls do UFC levam fãs ao delírio com ensaio patriótico
Mesmo sem Aldo, UFC projeta bilheteria recorde na edição 189
Sonnen não poupa Aldo após lesão que o tirou do UFC 189: ‘Fez tudo errado, como sempre’

Finalização rápida

Por não ter conseguido bater o peso da divisão, Amanda começou a luta com menos dois pontos e precisava ir para cima em busca do nocaute ou finalização.  A mineira começou muito agressiva diante da mexicana Tania Pereda. Rápida no gatilho, ela derrubou e encaixou um rápido mata-leão para sair com a vitória.

Parceiro de Anderson e Erick Silva conquista cinturão

Otto Rodrigues, natural de Cabo frio e companheiro de treino de atletas consagrados como Anderson Silva e Erick Silva, busca seguir os passos de seus parceiros e conquistou o topo da categoria peso-pena (até 66 kg) do evento.

O combate começou movimentado e Luiz Japeri tratou de levar Otto para o solo. Porém, atleta da X-gym escapou da guilhotina bem encaixada por Japeri e, em seguida, ajustou a posição, conseguindo o Katagatame aos 2 minutos e 59 segundos do primeiro round. Com o triunfo, Otto fatura o cinturão da categoria de penas.

Ary Santos vence com bonito nocaute e comemora no meio da torcida

Ary Santos prometeu e cumpriu. Durante a semana, o atleta da TFT, natural de Campos dos Goytacazes, interior do Rio de Janeiro, prometeu que faria algo inusitado na Arena Jungle. Com apenas 1 minuto e 38 segundos do primeiro round, ele acertou um petardo na linha de cintura de Handerson Martins, que caiu sentindo muitas dores e acabou nocauteado com uma sequência de golpes à sua cabeça. Após a interrupção do juiz, Ary Santos não conteve a euforia e foi comemorar com a galera. Mais um belo nocaute na noite.

Argentino encaixa o mata-leão e finaliza brasileiro

O duelo Brasil x Argentina na Arena Jungle não foi nada bom para o brasileiro. Muito qualificado no jiu-jitsu, Javiero Orlando  logo conseguiu se posicionar nas costas de Eduardo Fidelis e encaixou um justo mata-leão para finalizar com apenas 58 segundos do primeiro round.

Com a bela performance, o argentino chegou a sua quinta vitória contra uma derrota na carreira.

Resultados do Jungle Fight 79

Card Principal:
Amanda Ribas venceu Tania Pereda por finalização com 1 minuto e 16 segundos do R1;

Otto Rodrigues venceu Luiz Japeri por finalização aos 2 minutos e 59 segundos do R1;

Ary Santos venceu Handerson Martins por nocaute técnico com 1 minuto e 38 segundos do R1;

Javiero Orlando venceu Eduardo Fidelis por finalização aos 54 segundos do R1;

Rodrigo Praia venceu Hugo Rocha por nocaute técnico aos 2 minutos e 54 segundos do R1;

Murilo Filho venceu Paulo Cesar Índio por nocaute aos 29 segundos do R3;

Adriano Capitulino venceu Ferrugem apor finalização aos 4 minutos e 44 segundos do R2;

Claudio Cezário venceu Alex Pavão por finalização aos 2 minutos e 54 segundos do R1;

Diogo Pink venceu José Claudio Paraíba por finalização aos 37 segundos do R2;

Card Social Furnas
Denilson Trator venceu por nocaute técnico aos 2 mins 31 segundos do R2;

Wagner Pezinho venceu por nocaute técnico aos 4 minutos 45 segundos do R1;

Jorge Evangelista venceu por nocaute aos 13 segundos do R1;

Matheus Queimados venceu Wanderson por desqualificação (joelhada irregular) no R2;

Elifrank Cariolano venceu por nocaute com 1 minuto 5 segundos do R1;

Cleberson Menor venceu por nocaute técnico aos 29 segundos o R1;
Kickboxing – Vitória por decisão unânime de Jorge Coutinho

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments