Cyborg recebe salário maior que todas as lutadoras do Invicta FC 13 somadas

Brasileira levou pra casa R$ 315 mil, enquanto as demais 13 lutadoras faturaram R$ 195 mil

Cyborg (foto) defendeu o cinturão peso pena do Invicta FC. Foto: Divulgação/Invicta

Cyborg (foto) defendeu o cinturão peso pena do Invicta FC. Foto: Divulgação/Invicta

Veja Também

Hangout SUPER LUTAS faz análise sobre o UFC 189 e o título de McGregor
Vídeo: Assista aos melhores momentos de Conor McGregor x Chad Mendes no UFC 189
Wanderlei Silva acusa UFC de ‘armação’ em título de McGregor

Campeã peso pena do Invicta FC e apontada como a maior rival de Ronda Rousey, a brasileira Cris Cyborg é a maior estrela da organização exclusivamente feminina. E esta condição fica expressa ainda mais claramente nos salários pagos pelo evento. Na 13ª edição do torneio, realizada na última quinta-feira (09) em Las Vegas (EUA), Cyborg recebeu um salário bem superior ao valor pago a todas as outras lutadoras do card.

Enquanto Cyborg faturou US$ 100 mil (R$ 315 mil, pela cotação atual), as demais 13 lutadoras do Invicta FC 13 receberam um valor total de US$ 62 mil (R$ 195 mil). Para se ter uma ideia da disparidade de pagamentos para as atletas, a segunda mais bem paga da noite foi a nova campeã peso galo Tonya Evinger, que levou pra casa US$ 11 mil (R$ 34,65 mil).

Adversária de Cyborg na noite de lutas, a neozelandesa Faith van Duin, que foi derrotada em apenas 45 segundos, faturou US$ 6 mil (R$ 18,9 mil). Outra campeã a atuar no card, a japonesa Ayaka Hamasaki, que derrotou a brasileira Hérica Tibúrcio para faturar o título peso átomo, levou pra casa US$ 10 mil (R$ 31,5 mil), apenas 10% do valor pago a Cyborg.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments