Condit desafia Lawler pelo cinturão dos meio-médios no UFC 193

Campeão dos meio-médios e ex-campeão interino duelam no dia 14 de novembro, em um estádio na Austrália

Lawler (esq.) e Condit (dir.) vão protagonizar card gigantesco na Austrália. Foto: Produção SUPER LUTAS (Josh Hedges/UFC)

Lawler (esq.) e Condit (dir.) vão protagonizar card gigantesco na Austrália. Foto: Produção SUPER LUTAS (Josh Hedges/UFC)

Se a última disputa do cinturão peso meio-médio, entre Robbie Lawler e Rory MacDonald em julho, se tornou um clássico instantâneo, a próxima luta valendo o título da divisão até 77,1 kg tem tudo para manter o alto nível e ser bastante empolgante. A organização do Ultimate confirmou que o campeão Lawler enfrentará Carlos Condit no UFC 193, no dia 14 de novembro, na Austrália.

Veja Também

Minotauro nega aposentadoria e sonha em enfrentar novamente Frank Mir
Toquinho se defende de críticas e dispara contra Shields: ‘Se alguém faltou com fair play, foi ele’
UFC frustra planos de Demian Maia e anuncia Gastelum x Brown no México

A informação foi confirmada pela organização por meio de seu noticiário oficial na TV norte-americana, o “UFC Tonight”. O UFC 193 será o penúltimo pay-per-view do ano, o único realizado no oriente, e que marcará a estreia do octógono mais famoso do planeta na cidade de Melbourne, em um estádio para mais de 50 mil torcedores.

Campeão dos meio-médios desde dezembro do ano passado, Robbie Lawler tem um cartel profissional de 26 vitórias, dez derrotas e uma luta sem resultado. O norte-americano, de 33 anos, vem de quatro vitórias consecutivas, as duas últimas em lutas valendo o título, sobre Johny Hendricks e Rory MacDonald.

Carlos Condit, de 31 anos, possui um retrospecto de 30 vitórias e oito derrotas. Ex-campeão interino dos meio-médios e ex-campeão linear do extinto WEC, Condit voltou ao octógono em maio deste ano, após passar mais de um ano afastado por uma lesão no joelho, e garantiu sua chance de disputar o cinturão ao bater o brasileiro Thiago Pitbull na luta principal do UFC Goiânia.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments