Lutadora descobre que conquistou título no MMA enquanto estava grávida

Kinberly Novaes derrotou Renata Baldan em maio sem saber que estava em uma gestação de 12 semanas

Kinberly Novaes viveu situação inusitada no MMA. Foto: Reprodução

Kinberly Novaes viveu situação inusitada no MMA. Foto: Reprodução

Uma situação para lá de bizarra marcou o evento Noxii Combat 1, evento realizado em maio em Joinville (SC). A peso palha Kinberly Novaes, que derrotou Renata Baldan por decisão unânime para conquistar o cinturão da organização, descobriu que competiu no evento enquanto estava grávida.

Veja Também

Com ex-BBB, Jungle Fight divulga time de ring girls para evento em SP
Brock Lesnar: ‘Ronda Rousey é uma super atleta em uma divisão fraca’
Vídeo: ‘Polícia do jiu-jitsu’ desmascara falso faixa-preta nos EUA

A lutadora descobriu a gestação enquanto se preparava para fazer seu próximo combate, em agosto. Por ter dificuldades em cortar o peso, já que sentia um mal-estar e enjoo, a atleta foi ao médico investigar e descobriu que estava grávida de um menino. Depois de as algumas contas, Kinberly concluiu que estava já com uma gestação de 12 semanas em seu combate em solo catarinense.

“Eu sou um pouco teimosa e não gosto de ir ao médico. Me senti doente por um tempo, com cólicas, dores de cabeça e câimbras. Eu me sentia muito cansada, não conseguia nem correr. Estava difícil cortar peso – na verdade, eu ganhei um quilo em seis dias. Quando fui ao médico, ele me perguntou se eu estava grávida. Eu disse que não, que o problema era no intestino, mas ele me pediu um exame de sangue. Uma hora depois, ele nos disse que eu estava grávida. Chorei e saí correndo, mas depois percebi que era algo bom: eu não estava doente, mas sim tinha um menino”, explicou a lutadora, em entrevista ao site norte-americano “MMA Fighting”.

Por mais que Kinberly tenha se sentido aliviada, o episódio representa uma situação grave para o evento Noxii Combat, que permitiu que uma de suas atletas competisse enquanto grávida.

O promotor do evento, Bruno Barros, admitiu o erro e contou que não pediu por um exame de gravidez de suas lutadoras. Segundo ele, foram exigidos somente testes para HIV e hepatite, que não detectam em seu resultado uma gestação. Assim, Barros afirmou que passará a exigir o teste de gravidez de agora em diante.

Confira um trecho da luta:

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments