Sertanejo vence no UFC FN 74 e homenageia cantor Cristiano Araújo

Estreando nos pesos galos, Felipe foi o único atleta brasileiro a vencer no card preliminar do evento em Saskatoon (Canadá)

F. Sertanejo (foto) voltou ao octógono com vitória no Canadá. Foto: Josh Hedges/UFC

F. Sertanejo (foto) voltou ao octógono com vitória no Canadá. Foto: Josh Hedges/UFC

Parecia que o card preliminar do UFC Fight Night 74, em Saskatoon (Canadá), seria um daqueles de se esquecer e repleto de derrotas para os brasileiros. Porém, estreando na categoria peso galo, Felipe Sertanejo salvou a participação tupiniquim nas lutas que abriram a programação canadense e finalizou Yves Jabouin ainda no primeiro assalto. Ainda no octógono, honrando o apelido, Felipe homenageou o ídolo sertanejo Cristiano Araújo, que faleceu há dois meses em um acidente automobilístico.

Veja Também

UFC Fight Night 74 – Charles do Bronx x Max Holloway – Resultados
Com a ex-BBB Vanessa de ring girl, Jungle Fight consagra Bruno ‘Talent’ como rei dos moscas

“Hoje fazem dois meses que nós perdemos um grande ídolo no Brasil, o Cristiano Araújo, e se a galera do Canadá puder dar uma salva de palmas pra ele, pois ‘o que temos pra hoje é saudade'”, disse o lutador ao comentarista oficial Jon Anik, ouvindo rapidamente a manifestação de respeito do público presente na Sasktel Arena.

Apesar do triunfo, no entanto, a luta começou difícil para Sertanejo, que sofreu uma queda dura logo de cara e rapidamente deu mostras de que sentiu o golpe. Por baixo, no chão, o brasileiro ouviu as instruções de seus corners, teve paciência e conseguiu reverter a posição, saindo rapidamente para uma chave de braço. Yves Jabouin até tentou resistir, mas bateu em desistência já no minuto final do primeiro assalto.

Sertanejo ainda comentou a decisão de descer para os pesos galos e avaliou bem sua estreia na categoria até 61,2 kg. “Antes eu era meio preguiçoso e não gostava de parar de comer. Aí criei vergonha na cara, desci de categoria e esse é meu lugar”, analisou Felipe, que ampliou seu cartel profissional no MMA para 17 vitórias, sete derrotas, um empate e duas lutas sem resultado.

Pezão quase finaliza, mas acaba surpreendido por ucraniano

Marcos Pezão e Nikita Krylov pisaram no octógono vindos de duas vitórias consecutivas no octógono e o brasileiro até ficou próximo de emplacar seu terceiro triunfo consecutivo, mas acabou surpreendido pelo ucraniano e sofreu uma finalização ainda no primeiro assalto.

O duelo entre Pezão e Krylov começou em ritmo acelerado, com ambos os atletas tendo boas oportunidades e investindo na trocação franca. Rapidamente, Pezão aproveitou uma brecha deixada pelo rival e encaixou uma guilhotina, puxou para a guarda e ficou muito perto de conseguir a finalização.

Krylov fugiu da primeira guilhotina, conseguiu a montada, mas acabou novamente com o pescoço laçado por Pezão, que desta vez ficou ainda mais próximo do triunfo. O ucraniano, porém, manteve a calma, conseguiu sair da posição e desta vez se aproveitou do desgaste do brasileiro para encaixar um mata-leão antes de dois minutos e meio de luta.

Com o triunfo sobre Marcos Pezão, Nikita Krylov chegou a 19 vitórias como profissional, todas elas no primeiro assalto. Já Pezão, veterano da terceira edição do The Ultimate Fighter Brasil, sofreu seu primeiro revés na maior organização de MMA brasileiro.

Silvério começa bem, mas cansa e sofre segunda derrota seguida

O brasileiro Elias Silvério até começou dominando as ações na segunda luta do card preliminar, mas sentiu bastante o cansaço nas parciais seguintes e acabou se tornando alvo fácil para o atleta da casa Shane Campbell, sofrendo sua segunda derrota consecutiva no octógono.

Diante de um atleta com vasto retrospecto na trocação, Silvério optou pelo jogo de quedas, quem vem afiando diariamente nos treinos com Demian Maia em São Paulo, e teve ampla vantagem nos minutos iniciais. Porém, já no intervalo do primeiro para o segundo round foi possível perceber que o brasileiro já apresentava sinais de cansaço e tal condição se agravou ainda mais nos assaltos seguintes.

Sem a mesma mobilidade e passando a perder até mesmo nas quedas na reta final, Elias Silvério acabou sendo derrotado por Shane Campbell em decisão unânime dos juízes, em um triplo 29-28.

Confira abaixo os resultados do UFC FN 74:

CARD PRINCIPAL

Max Holloway x Charles do Bronx;

Erick Silva x Neil Magny;

Patrick Cote x Josh Burkman;

Chad Laprise x Francisco Massaranduba;

Olivier Aubin-Mercier x Tony Sims;

Maryna Moroz x Valérie Letorneau

CARD PRELIMINAR

Frankie Perez venceu Sam Stout por nocaute técnico (socos) aos 51s do R1 ;

Felipe Sertanejo venceu Yves Jabouin por finalização (chave de braço) aos 4m21s do R1;

Nikita Krylov venceu Marcos Pezão por finalização (mata-leão) aos 2m29s do R1;

Chris Kelades venceu Chris Beal em decisão dividida dos juízes (29-28, 27-30 e 29-28);

Shane Campbell venceu Elias Silvério em decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28 e 29-28);

Misha Cirkunov venceu Daniel Jolly por nocaute técnico (socos no ground and pound) aos 4m45s do R1.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments