Sonnen questiona lutas de Fedor no PRIDE: ‘Aquilo não conta’

Norte-americano polemiza ao dizer que lendário russo, que saiu da aposentadoria, só se deu bem em lutas não-sancionadas

Sonnen colocou em xeque o passado de Fedor. Foto: Josh Hedges/UFC

Sonnen colocou em xeque o passado de Fedor. Foto: Josh Hedges/UFC

Os fãs de MMA estão com as expectativas em alta com a possibilidade de Fedor Emelianenko assinar contrato para lutar no UFC. Afinal, se trataria do maior peso pesado da história do esporte enfim atuando na maior organização da atualidade. Contudo, há quem não se sinta empolgado com este cenário, o que é o caso de Chael Sonnen.

Veja Também

Ex-campeão do PRIDE, lendário russo Fedor Emelianenko anuncia retorno ao MMA
Empresário revela que UFC ‘tem grandes chances’ de assinar com Fedor Emelianenko
Fedor deve anunciar seu destino em ‘duas ou três semanas’

O falastrão norte-americano não criou muitas expectativas com uma possível chegada do russo ao Ultimate, já que considera que o passado do lendário peso pesado perde valor pelo fato de suas grandes atuações na carreira terem acontecido no extinto evento japonês PRIDE. “A verdade sobre Fedor é que, se você não está lutando em uma luta supervisionada por uma comissão atlética, você não está em uma luta de verdade. Se não há nenhuma supervisão e não há credibilidade, então não conta. Então, tudo o que ele fez no Japão é jogado fora”, analisou, em entrevista ao podcast “Submission Radio”.

Sonnen aponta que o rendimento de Fedor caiu imediatamente assim que ele foi contratado pelo Strikeforce, passando a lutar nos Estados Unidos. “Fedor foi destruído por caras que agora estão sendo destruídos. Fedor foi destruído por Pezão, que foi nocauteado rapidamente por Frank Mir. Sei que o UFC vai pagar mais do que deveria nele, e bom para ele. Ele fez tudo corretamente e é um cara legal. Não quero chegar aqui e detoná-lo, mas ele tem três vitórias e três derrotas nos Estados Unidos”, lembrou.

A situação de Fedor Emelianenko ainda é incerta. Mesmo que tenha confirmado que retornaria à ativa, o russo ainda não anunciou por qual organização lutará.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments