Após suspensão controversa, Pedro Munhoz volta ao octógono no UFC SP

Brasileiro encara norte-americano Jimmie Rivera no dia 7 de novembro, no Ginásio do Ibirapuera

P. Munhoz não lutava desde outubro do ano passado. Foto: Jeff Bottari/UFC

P. Munhoz não lutava desde outubro do ano passado. Foto: Jeff Bottari/UFC

O tempo que o brasileiro Pedro Munhoz ficou afastado octógono nunca foi muito bem explicado pela organização do Ultimate, que suspendeu o atleta da “Black House” pelo uso de substâncias ilegais em sua últimas luta devido a um resultado de antidoping que nunca foi divulgado publicamente. Agora, passada a controversa punição, Munhoz voltará a atuar em casa, no UFC São Paulo, contra o norte-americano Jimmie Rivera.

Veja Também

Belfort faz surpresa e entrega ingresso do UFC SP em mãos para fã
Belfort acusa Weidman de doping: ‘Há algo errado com ele’
Aldo faz antidoping e provoca McGregor: ‘Irlandês idiota, já fez o seu?’

A informação sobre o combate foi divulgada pelo site do canal “Combate”. Segundo a publicação, o duelo entre os pesos galos fará parte do card preliminar da noite. Em sua carreira, Pedro Munhoz tem um cartel de 12 vitórias e apenas uma derrota. Em sua última aparição nos ringues, Munhoz finalizou Jerrod Sanders em outubro do ano passado.

O adversário do brasileiro, Jimmie Rivera, tem um cartel semelhante, com 17 vitórias e também só uma derrota. “El Terror”, como é conhecido, atuou nos primórdios do Bellator, mas desde então girou por diversas organizações de médio porte, nas quais se manteve invicto em suas 16 últimas lutas profissionais. Rivera, que bateu Marcus Brimage em sua estreia no octógono, fará sua segunda luta sob a chancela do Ultimate.

O UFC Fight Night 77 acontece no dia 7 de novembro, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP). Na luta principal da noite, o brasileiro Vitor Belfort escreve o último capítulo de sua trilogia contra o veteraníssimo Dan Henderson. Já no evento co-principal, o ex-desafiante ao cinturão dos meio-pesados Glover Teixeira encara o norte-americano Patrick Cummins.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments