Sonnen ‘entrega’ que UFC planeja casar Fedor x Anderson

Falastrão norte-americano revelou planos de seus antigos patrões durante edição mais recente do podcast que apresenta

Luta entre Anderson (esq) e Fedor (dir) estaria nos planos do UFC, diz Sonnen. Foto: Produção SUPER LUTAS

Luta entre Anderson (esq) e Fedor (dir) estaria nos planos do UFC, diz Sonnen. Foto: Produção SUPER LUTAS

Que Chael Sonnen fala demais, todo mundo já sabe. O norte-americano é bastante conhecido por não medir palavras para provocar adversários ou dar opiniões polêmicas sobre o MMA. Mas, desta vez, o falastrão pode ter dado com a “língua nos dentes” e revelado um dos grandes planos do UFC para o ano que vem: uma superluta entre Anderson Silva e Fedor Emelianenko.

Veja Também

Empresário revela que UFC ‘tem grandes chances’ de assinar com Fedor Emelianenko
Fedor deve anunciar seu destino em ‘duas ou três semanas’
Emelianenko diz que negocia com o UFC e expressa interesse em enfrentar Werdum

No podcast que apresenta, “You’re Welcome!”, Sonnen conversava com Frank Mir, seu convidado da atração. Foi quando ele comentou que rola nos bastidores um rumor forte de que a luta entre dois dos maiores lutadores da história do MMA pode rolar em 2016.

“Você já deve ter ouvido este rumor, mas, se não ouviu, então vou te contar. Eu posso confirmar que estão tentando realizar isso. Aconteceria no UFC uma luta em 93 kg com Fedor Emelianenko. Está preparado para ouvir? Seria contra Anderson Silva”, comentou o ex-lutador.

O Ultimate, claro, desconversou e afirmou que nem mesmo tem negociações avançadas com Emelianenko. “Não há nada para dizer. Se tivesse, eu diria. O assunto Fedor tem sido um mistério há muito tempo. Claro que conversamos com eles, mas não sei quais são seus planos”, disse o presidente da organização, Dana White, segundo o site norte-americano “Sherdog”.

Emelianenko e Anderson são presenças constantes em qualquer lista com os maiores lutadores de MMA de todos os tempos. O russo, que chegou a se aposentar, mas anunciou seu retorno às lutas, foi campeão dominante dos pesados no PRIDE, derrotando diversos nomes de destaque. Já Anderson manteve o cinturão dos médios do UFC entre 2006 e 2013, recordista absoluto em número de defesas de título. O brasileiro, porém, está suspenso até janeiro do ano que vem por um caso de doping.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments