Rampage acredita que não voltará mais a lutar no MMA

Norte-americano afirmou que só pretende dar continuidade à sua carreira caso resolva seus problemas como Bellator, o que não acredita que irá acontecer

Q. Rampage (foto) foi campeão do UFC entre 2007 e 2008. Foto: Josh Hedges/UFC

Q. Rampage (foto) foi campeão do UFC entre 2007 e 2008. Foto: Josh Hedges/UFC

Veterano do MMA, Quinton Rampage Jackson acredita que não voltará mais a lutar profissionalmente – e não por falta de vontade própria. O norte-americano não pretende dar continuidade à sua carreira até que enfim resolva os problemas judiciais com seu antigo empregador, o Bellator, o que não acredita que irá acontecer.

Veja Também

Shogun espera voltar ao UFC em março contra Rampage
Rampage pede revanche com Shogun: ‘Aquela derrota ainda me assombra’
Justiça derruba liminar favorável ao Bellator e Rampage está de volta ao card do UFC 186

No início do ano, Rampage teve uma saída conturbada do Bellator para retornar ao UFC. O ex-campeão alegou que a Viacom, proprietária da segunda organização mais grandiosa do mundo, não cumpriu com algumas cláusulas do contrato entre eles.

Mesmo assim, o Bellator entrou na justiça para tentar impedir que o acordo fosse quebrado. Por isso, Rampage quase foi impedido de lutar no UFC 186, contra Fabio Maldonado, sendo liberado somente a poucos dias do combate.

Desta vez, Rampage espera que os problemas não cheguem ao fim tão facilmente. “Eu realmente acho que fiz a minha última luta. Porque vocês não estavam comigo quando a Viacom disse o que eles queriam de mim para sossegar. Achei que era algo desproporcional e meu advogado também achou isso. Eu não acho que posso dar detalhes, mas eu poderia processá-los por muito dinheiro. Porque eu perdi muito dinheiro. Se eu pudesse dar os detalhes eu daria, mas não acho que posso”, explicou Rampage, em entrevista ao podcast “The MMA Hour”.

Em abril, Rampage bateu Maldonado na decisão dos juízes e, em seguida, desafiou Maurício Shogun. O brasileiro concordou com o combate, inclusive sugerindo março de 2016 como a data ideal para o duelo.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments