Empresa de Ronaldo cobra dívida de R$ 120 mil do Corinthians com Anderson Silva

9ine, intermediou parceria entre o lutador e o clube, alega que o Timão deve oito parcelas de um contrato assinado em 2013

A. Silva (foto): parceria com o Corinthians já não está mais ativa. Foto: Divulgação

A. Silva (foto): parceria com o Corinthians já não está mais ativa. Foto: Divulgação

Em 2012, Ronaldo Fenômeno, Anderson Silva e Corinthians estabeleceram uma relação de sucesso, que marcou justamente o auge do ex-campeão do UFC no octógono. Porém, mesmo anos após o fim do vínculo entre Anderson e o clube paulista, e mesmo entre o lutador e a 9ine (empresa de marketing esportivo do ex-atacante da seleção brasileira), a história segue rendendo desdobramentos. Isso porque a agência agora cobra na justiça uma dívida do Timão com o Spider, com valor estimado em cerca de R$ 120 mil.

Veja Também

Ronda revela rixa com cantor Justin Bieber
Wand passará por novo julgamento em Nevada no fim do mês
Juiz tem atuação desastrosa e ex-UFC acaba nocauteado duas vezes
UFC volta ao Rio de Janeiro no fim de 2016, diz site

De acordo com o site do canal “ESPN Brasil”, a 9ine abriu uma ação de execução por quantia certa contra devedor solvente contra o Corinthians no valor de R$ 120.368,53, correspondente ao montante original de R$ 86.664,00 acrescido de correção monetária, juros e multa de 20%. No processo, a empresa requere o pagamento da dívida em até três dias, ou então o clube teria seus bens penhorados como forma de garantia.

A dívida do Corinthians com a 9ine seria referente a um acordo firmado no dia 30 de novembro de 2013, pelo qual o clube desembolsaria 12 parcelas de R$ 10.833. No entanto, somente quatro destas teriam sido pagas pelo time do Parque São Jorge. Segundo a ação, “houve inúmeras tentativas amigáveis de cobrança, todas infrutíferas, e já se passou mais de um ano desde que o Corinthians não efetuou o primeiro pagamento à empresa”.

Após a abertura do processo, foi cobrado à 9ine pelo juiz responsável pelo caso a entrega de documentos complementares, como a cópia do contrato entre as partes, já que a empresa teria apresentado inicialmente somente uma notificação extra-judicial. O Corinthians, por meio de seu diretor jurídico Rogério Mollica, afirma ainda não ter recebido qualquer notificação do caso.

Aos 40 anos, Anderson Silva tem um cartel profissional 33 vitórias, seis derrotas e uma luta sem resultado. Atualmente, o Spider, que já não luta mais com o patrocínio do Corinthians, cumpre um ano de suspensão após ter sido flagrado em exame antidoping pelo uso de esteroides anabolizantes e ansiolíticos. Anderson estará liberado para voltar a lutar a partir de fevereiro de 2016.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments