Justiça se nega a arquivar processo do UFC contra Wand

Assim, organização de MMA continua com processo contra o brasileiro, que fez acusações há poucos meses a respeito de ‘lutas compradas’

Wand (foto) encerrou sua carreira com 49 lutas profissionais. Foto: Reprodução/YouTube

Wand (foto) encerrou sua carreira com 49 lutas profissionais. Foto: Reprodução/YouTube

Veja Também

Wanderlei Silva acusa UFC de ‘armação’ em título de McGregor
Wanderlei Silva insiste que UFC tem ‘lutas compradas’ e garante: ‘Posso provar isso!’
UFC entra na justiça contra Wanderlei Silva após acusações feitas pelo brasileiro

A Justiça do estado de Nevada negou o pedido de Wanderlei Silva e irá dar continuidade à avaliação do processo movido pelo UFC contra o lutador brasileiro, que há poucos meses acusou a organização de “armação” em suas lutas.

Logo após do UFC 189, em julho, Wanderlei postou em sua página no Facebook uma série de mensagens nas quais dizia que a maior liga de MMA do mundo possuía combates “comprados” e que ele próprio teria como provar suas acusações. Poucas semanas depois, o UFC acionou a justiça contra Wand, por calúnia e difamação.

O brasileiro tentou fazer com que a Justiça arquivasse o caso, inclusive usando em sua argumentação um episódio recentemente revelado pela imprensa norte-americana que dizia que Vitor Belfort havia lutado no UFC mesmo após ser flagrado em um exame antidoping fora do período de competição.

Segundo o site da emissora norte-americana “ESPN”, o advogado de Wanderlei no caso, Terry Coffing, afirmou que a organização somente decidiu por processar o atleta na tentativa de calá-lo, e que tal medida desrespeitaria o direito de livre expressão. O juiz, no entanto, decidiu por dar continuidade ao caso pelo fato de o UFC ter alegado “prejuízos financeiros” com as palavras do brasileiro.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments