‘Sei que posso ser o melhor’, acredita Gustafsson

Sueco, que chegou a cogitar se aposentar depois de derrota em janeiro, afirmou que lutará por vários anos após perder combate por cinturão

A. Gustafsson ficou inconsolável após o revés em Estocolmo. Foto: Josh Hedges/UFC

A. Gustafsson garantiu que seguirá lutando. Foto: Josh Hedges/UFC

Por duas vezes Alexander Gustafsson chegou perto de conquistar o cinturão dos meio-pesados do UFC. Em 2013, fez luta parelha com o então campeão, Jon Jones, mas acabou derrotado na decisão dos juízes; já no início deste mês, enfrentou Daniel Cormier e novamente incomodou o campeão, mas mais uma vez acabou no “quase”. Porém, o sueco se nega a desistir.

Veja Também

Cormier bate Gustafsson em lutaça e mantém cinturão no UFC 192
‘Acho que Gustafsson é superestimado’, diz Cormier
Gustafsson revela ter pensado em se aposentar, mas comemora ‘segunda chance’ no UFC

Gustafsson, que recentemente cogitou se aposentar depois de sofrer uma derrota no octógono, desta vez afirmou que se vê comprometido com o esporte por vários anos. “Eu vou continuar enquanto sei que tenho o potencial para ser o melhor. Se chegar o dia em que eu sinta que não consigo ir além disso, eu paro. Mas há muito mais a alcançar. Sei que posso melhorar. Sei que tenho o potencial para bater ‘DC’, sei que posso bater Jon Jones”, disse o lutador, em entrevista ao site sueco “Allehanda”.

Gustafsson ainda não sabe exatamente quando e como voltará a lutar, mas afirmou que já vem conversando com o UFC a respeito. “Vamos ver como vai ser o futuro. Falei com Dana White e Lorenzo Fertitta e eles me disseram que têm ‘grandes planos’ para mim. Vamos ver o que eles têm a me oferecer. Tenho 28 anos e me vejo envolvido com esse esporte por mais alguns anos”, completou o sueco.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments