Para decepção de Claudinha, Joanna só deve voltar em meados de 2016

Apesar de fratura na mão, polonesa disse que quer tirar um tempo de folga para viajar e descansar

Joanna (foto) já bateu a brasileira em decisão polêmica. Foto: Adam Nurkiewicz/UFC

Joanna (foto) já bateu a brasileira em decisão polêmica. Foto: Adam Nurkiewicz/UFC

Após mais uma defesa de cinturão bem sucedida, a polonesa Joanna Jedrzejczyk parece estar realmente em rota de colisão com a brasileira Claudinha Gadelha, adversária mais dura de sua carreira e que foi batida por ela em uma polêmica decisão dividida na luta que a credenciou para disputar o título peso palha. Porém, se depender da recuperação física de Joanna, que está com a mão fraturada, Claudinha vai esperar pelo menos até meados de 2016, quando a campeã espera finalmente retornar ao octógono.

Veja Também

Cidade-natal fará desfile em homenagem a Holly Holm
UFC lança pedra fundamental de sua nova sede
Comentarista do UFC pede desculpas a Cyborg por piada maldosa

“Minha mão está ótima. Nada aconteceu…eu tive um dedo quebrado, fiz a cirurgia na semana passada em Los Angeles, e ontem fui visitar o meu médico. Ele disse que tudo está ótimo, que meu dedo está sarando e eu posso começar a fazer treinamento de cardio. Se fosse por mim, eu voltaria a lutar logo, mas preciso tirar um tempo, viajar um pouco, treinar leve. Vou tirar uns meses de folga e então pensar na luta. Mas gostaria de lutar no meio de 2016, então provavelmente no verão (do hemisfério norte, a partir de junho)”, disse a polonesa, em entrevista ao site do canal “Combate”.

Apesar de tudo indicar que sua próxima rival será mesmo Claudinha Gadelha, Joanna colocou as credenciais da rival para o posto de desafiante em xeque. “Não sei quem será minha próxima adversária. Sou a campeã, vou enfrentar qualquer uma e vou defender o meu cinturão por muitas vezes. Não ligo para quem vai ser a minha próxima adversária, vou me certificar de estar pronta. Eu acho que a Gadelha só lutou uma vez depois de perder para mim, então eu não sei se ela merece. (…) Se for a Gadelha, eu estarei pronta, se for outra lutadora, estarei pronta também. Não ligo”, garantiu.

Aos 28 anos, Joanna Jedrzejczyk tem um cartel profissional invicto de 11 vitórias em 11 lutas. Após bater as brasileiras Juliana Lima e Claudinha Gadelha, Joanna faturou o título da categoria peso palha ao bater a campeã do TUF 20 Carla Esparza. Após a conquista, a polonesa defendeu o título contra Jessica Penne e Valerie Letourneau.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments