‘Melhor amigo’, Dana admite: ‘Ver Ronda perder daquele jeito foi difícil’

Dirigente disse que tem mantido contato diário com a lutadora desde o nocaute para Holly Holm e citou os motivos que podem tê-la levado à derrota

Dana (esq.) e Ronda (dir.): melhores amigos, segundo o dirigente. Foto: Divulgação

Dana (esq.) e Ronda (dir.): melhores amigos, segundo o dirigente. Foto: Divulgação

A boa relação entre o presidente do UFC Dana White a e a ex-campeã Ronda Rousey não só é conhecida do público, como já foi motivo de piada entre os fãs durante muito tempo. Porém, o dirigente jamais havia comentado o assunto publicamente. Agora, semanas após o nocaute de Rousey para Holly Holm, Dana admitiu ser um dos melhores amigos da lutadora e contou ter sido particularmente difícil vê-la sendo derrotada daquela forma na luta principal do UFC 193.

Veja Também

Dana White confirma revanche entre Ronda e Holm
‘Se lutasse com Jesus, daria uma surra nele’, diz McGregor
Cidade-natal fará desfile em homenagem a Holly Holm
GIRO SUPER LUTAS #02 – UFC Coreia| Novo Pride | War Machine, Christy Mack | Aldo x McGregor e mais

“Eu e as mais de 67 mil pessoas na arena ficamos em choque. Eu nunca fico chocado com alguém perdendo, mas foi a forma como ela perdeu. Aquilo foi chocante. Eu sou o responsável por promover as lutas e coloco as duas pessoas no octógono para eles determinarem o que vai acontecer, mas na história deste esporte existem duas pessoas (marcantes): Chuck Liddell e Ronda Rousey. Esses dois eu sou muito próximo. Ela é uma das minhas melhores amigas. Então, vê-la perder daquela maneira foi difícil”, disse Dana, em entrevista ao programa de TV canadense “Off the Record with Michael Landsberg”.

Além disso, o dirigente revelou que vem mantendo contato diário com Ronda desde a perda do cinturão e arriscou um palpite sobre as razões que levaram a loira à derrota. “Depois da luta eu falei com ela quase todos os dias. E o que ela disse apenas alguns dias atrás é que ela estava exausta indo para aquela luta. Mental, fisica e emocionalmente também. Tinha muita coisa acontecendo com ela e com sua família”, analisou.

Dana ainda lembrou das críticas feitas a ele quando foi anunciado que Holly Holm seria a adversária de Ronda, e enalteceu a nova campeã da divisão até 61 kg. “Eu fiz a luta contra a Holly Holm e todo mundo criticou. Ela era campeã mundial de boxe e invicta no MMA, então era a luta certa a ser feita. Ela era a melhor lutadora disponível naquele momento para enfrentar Ronda Rousey”, garantiu.

Recentemente, Dana White garantiu que o próximo duelo válido pelo cinturão da categoria peso galo feminina será uma revanche imediata entre Holly Holm e Ronda Rousey. Embora se especule que o duelo possa acontecer no UFC 200, em julho de 2016, o dirigente não deu detalhes sobra quando ou onde a luta será realizada.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments