Romero comprova suplemento contaminado e pega seis meses de suspensão da USADA

Testes realizados mostram que substância proibida não estava listada na suplementação; assim, cubano poderá retornar à ativa ainda em 2016

Romero (foto) voltará a lutar ainda em 2016. Foto: Josh Hedges/UFC

Romero (foto) voltará a lutar ainda em 2016. Foto: Josh Hedges/UFC

Agora é oficial: Yoel Romero estará livre para retornar ao octógono antes do que se esperava. O cubano teve confirmada a redução de sua pena pela Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA), parceira do UFC, e estará liberado para voltar à ativa ainda neste ano.

Veja Também

Agente de Jacaré diz que Romero ‘jogou sujo’ e pede revanche ou luta com Weidman
Algoz de Jacaré no UFC 194, Romero é flagrado em antidoping
Exame antidoping pós-luta de Romero dá negativo
Agente diz que suplementos contaminados causaram doping de Romero

Depois de vencer Ronaldo Jacaré no UFC 194, em dezembro do ano passado, Romero foi flagrado com a substância Ibutamoren, derivada do hormônio do crescimento, proibida nos regulamentos antidoping. Imediatamente o cubano recebeu uma suspensão de dois anos, padrão da USADA para lutadores flagrados com substâncias deste tipo.

No entanto, o “Soldado de Deus” e sua equipe protestaram e alegaram que o lutador era inocente. Assim, foram realizados testes na suplementação usada por Romero e o Ibutamoren foi encontrado, embora a substância não tenha sido listada no rótulo do produto.

Desta forma, Romero estará livre para lutar logo no início do segundo semestre. O resultado da luta com Jacaré não será alterado, pois o fatídico exame foi realizado dias após o combate do UFC 194.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments