‘Não sei se serei lembrada como uma das maiores’, lamenta Ronda

Ex-campeã diz que ainda ‘está de luto’ pela queda de sua invencibilidade, mas promete voltar e retomar o título por seus fãs

Ronda (foto) sofreu sua primeira derrota como profissional diante de H. Holm. Foto: Josh Hedges/UFC

Ronda (foto) sofreu sua primeira derrota como profissional diante de H. Holm. Foto: Josh Hedges/UFC

Ex-campeã do UFC, Ronda Rousey aparentemente ainda não digeriu totalmente sua derrota para Holly Holm em novembro do ano passado, que lhe custou não só o cinturão do Ultimate, mas também sua invencibilidade como atleta profissional de MMA.

Veja Também

UFC considera possibilidade de Ronda lutar em Nova York
Dana White diz que Ronda volta ao UFC ‘apenas em novembro ou dezembro’
Dana White garante: Ronda voltará em disputa pelo título

Em entrevista à revista “Time”, a norte-americana afirmou que o revés poderá fazer com que as pessoas não se lembrem de sua carreira como ela gostaria. “Eu espero que as pessoas se lembrem de mim como uma das maiores lutadoras que já viveram, mas não sei se isso vai acontecer. Eu ainda estou de luto pela pessoa que poderia ter vencido tudo, mas tenho que superar o fato de que eu não serei essa pessoa”, desabafou a lutadora.

Mesmo assim, Ronda garantiu que voltará ao UFC tendo em mente o objetivo de recuperar o cinturão. Uma de suas motivações é a conversa que teve com uma fã poucos dias antes de sua luta com Holm.

“Ela estava morrendo de câncer, mas foi aos treinos abertos para me conhecer. Ela pedia ‘por favor, por favor, vença’, e eu prometi que venceria, mas não venci. Eu preciso voltar e vencer para cumprir essa promessa. Vou voltar e conquistar esse título pelas pessoas que acreditavam em mim”, completou Ronda.

Em novembro de 2015, Ronda caiu de forma fulminante diante de Holm, sofrendo um nocaute no segundo round. O título, inclusive, já mudou de mãos, já que Holm foi destronada por Miesha Tate em março.

Rousey ainda não sabe exatamente quando voltará ao octógono, mas o UFC já demonstrou o interesse em escalar a ex-campeã para a estreia da organização em Nova York, no dia 12 de novembro.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments