Cormier e Jones esquentam rivalidade em coletiva repleta de provocações

Campeões da categoria dos meio-pesados voltaram a trocar ofensas, mas também mostraram raro momento de respeito mútuo

Jones (foto) é campeão interino do UFC. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Jones (foto) é campeão interino do UFC. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Pouco depois da confirmação de que Daniel Cormier e Jon Jones farão a luta principal do UFC 200, em julho, os dois atletas reacenderam a intensa rivalidade em uma coletiva de imprensa repleta de provocações realizada nesta quarta-feira (27), em Nova York.

Em evento organizado justamente para promover a nova luta principal da noite, Cormier e Jones retomaram as provocações da mesma forma que faziam antes do UFC 197, quando se enfrentariam. Inicialmente, Cormier tentou explicar por que está faminto para enfrentar Jones. “Eu respeito o que ele fez. Ele me venceu, e agora quero enfrentá-lo de novo”, disse, sendo interrompido por vaias, já que Jones, nova-iorquino, tinha ampla preferência da torcida presente.

Veja Também

Jones revela que sua mãe teve perna amputada antes do UFC 197
Cormier analisa atuação de Jones no UFC 197: ‘Sem chance de me vencer’
Câmera flagra críticas de córner a performance de Jones no UFC 197

“É isso aí, Nova York. Vocês estão prontos para ver DC levar uma surra de novo? Vamos deixá-lo chorando”, disse Jones, ouvindo imediatamente a resposta do rival. “Nós vimos como você se apresentou no UFC 197 e sofreu contra Ovince St. Preux. Se você se apresentar daquele jeito, eu vou te dar uma surra, seu vagabundo!”

Jones, então, rebateu: “Sou um vagabundo que tirou sua invencibilidade. O que você vai dizer a seus filhos quando eles te perguntarem se você já derrotou Jon Jones?”, perguntou. “Se eles me perguntarem, vou dizer que não precisei. ‘Ele foi um idiota, um viciado, e perdeu o cinturão sozinho’”, disse Cormier.

Em seguida, Jones foi perguntado sobre as habilidades de Cormier dentro do octógono, e mostrou um raro momento de respeito. “Suas duas últimas lutas foram ótimas, muito boas. Usou uma ótima estratégia contra [Anthony] Johnson, foi uma boa guerra contra [Alexander] Gustafsson. Ele foi ótimo. Não questiono suas habilidades para derrotar os outros. Ele só não consegue me derrotar.”

Cormier também foi cordial quando questionado sobre suas sensações ao ver Jones lutando no UFC 197. “Eu o respeito dentro do octógono. Foi bom vê-lo fazer o que deve fazer, que é lutar. Eu gosto de vê-lo competir, e estou sendo honesto”, disse.

Depois, uma jornalista perguntou a Jones se ele temia ver Cormier mudando seu estilo de luta. Cormier interrompeu: “Não mudar meu estilo de luta coisa nenhuma. Da primeira vez, não derrubei Jones como gostaria, mas agora vou para cima para derrubar. Vou derrubá-lo e bater nele por 25 minutos.”

Jones, então, aproveitou a deixa para provocar: “DC está mentindo para vocês há tempos. DC disse que me derrubaria dez vezes em dez tentativas, mas, até agora, está cinco a zero em quedas para mim. Da outra vez, eu segurei sua cabeça como se você fosse a minha p******. E esse cara deveria ser um wrestler olímpico. Cara, você me chama de vagabundo, mas eu te venci por quatro rounds a um. Não foi nem uma luta apertada, e você não foi nem mesmo meu oponente mais duro”, completou o campeão interino.

Jones e Cormier farão a luta principal do UFC 200, no dia 9 de julho. Os dois se enfrentaram pela primeira vez em janeiro do ano passado, com vitória de Jones na decisão dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments