Ring girl do UFC comenta assédio de famosos: ‘Estou solteira e as vezes não resisto’

Camila Oliveira também falou sobre relacionamentos com lutadores e disse que não se envolveria com alguém do meio

Camila foi a primeira brasileira no time de ring girls. Foto: Divulgação

Camila foi a primeira brasileira no time de ring girls. Foto: Divulgação

Veja Também

Ronda assina com produtora para trabalhar em mais três filmes
Dana White conta quais lutadores do UFC convocaria para uma briga de bar
Evento russo oferece R$ 7 milhões para McGregor lutar no card de Fedor x Maldonado
Ator de Harry Potter estreia no MMA com vitória

Primeira brasileira a se tornar ring girl do UFC, Camila Oliveira vem convivendo com os dois lados da fama. Com uma agenda repleta de viagens e compromissos profissionais, a bela também passa por algumas saias justas em seus momentos de lazer. Em entrevista, Camila comentou o assédio dos fãs e até dos famosos, mas admitiu que está solteira e as vezes também acaba cedendo.

“Não tem como…eu conheço muita gente por causa do meu trabalho e rola bastante assédio (risos). Às vezes, eu percebo pelo fato de receber muitas curtidas no Instagram ou quando a pessoa fica tirando print do meu Snapchat. Alguns são mais diretos, já recebi muita mensagem direta nas redes sociais. Tem umas que eu não resisto (risos). Estou solteira, vai que encontro uma pessoa legal”, disse a ring girl, em entrevista ao site do canal “Combate”.

Camila também falou sobre seus relacionamentos e comentou as dificuldades de se envolver com alguém do meio do MMA. “Já namorei lutador e é difícil ver a pessoa que você ama levando porrada. Muitas vezes eu trabalhei no mesmo card que ele lutava e não podia deixar isso afetar o meu trabalho. Deixava para sofrer atrás das cortinas. Não sei se eu conseguiria me envolver novamente com alguém do meio por conta disso”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments