‘Anderson pensa em voltar no UFC 200’, revela treinador

De acordo com Rogério Camões, preparador físico do ex-campeão, motivação do atleta segue em alta apesar de problemas de saúde

Anderson (foto) quer voltar no UFC 200. Foto: Josh Hedges/UFC

Anderson (foto) quer voltar no UFC 200. Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Com fortes dores abdominais, Anderson Silva está fora do UFC 198
Anderson passará por cirurgia na vesícula e só volta em um mês
Entenda o problema que tirou Anderson do UFC 198
Belfort lamenta saída de Anderson do UFC 198: ‘Triste’

Menos de um dia depois de sua saída repentina do UFC 198, em Curitiba (PR), Anderson Silva já projeta a data de seu próximo combate. O ex-campeão espera poder lutar no histórico card do UFC 200, evento que será realizado no dia 9 de julho, em Las Vegas (EUA).

Quem garante é o preparador físico de “Spider”, Rogério Camões. De acordo com “Rogerão”, o lutador, de 41 anos de idade, não se deixou abater pelos problemas de saúde que o impediram de lutar na capital paranaense. “Graças a Deus, agora está tudo bem. Ele falou para mim: ‘Mestre, se prepara que a gente vai para o [UFC] 200. Então, a cabeça está boa, o que é o mais importante. Ele não se desmotivou, então isso já tira o peso da preocupação de ele se desmotivar”, contou Camões, em entrevista ao site “Portal do Vale Tudo”.

Mesmo já pensando no retorno do lutador, Camões admite que ficou abatido com a saída de Anderson do UFC 198. “Foi realmente surpreendente, porque o último treino que ele fez foi na segunda-feira (9) à noite. Ele rendeu muito bem. Nós nos despedimos e ficamos de nos encontrar em Curitiba na terça de manhã. Quando cheguei, recebi a notícia de que ele foi para o hospital, com muita dor no estômago. Foi uma notícia que… A minha casa caiu. Para ele, isso aqui era uma realização pessoal”, lamentou.

Anderson, nascido em São Paulo, mas criado em Curitiba, enfrentaria Uriah Hall na terceira luta mais importante da noite. No entanto, o lutador sofreu uma inflamação na vesícula biliar e precisou passar por uma cirurgia de emergência. Espera-se que Anderson esteja liberado para voltar a treinar dentro de um mês.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments