Mesmo com volta de Jones e nocautaço de DJ, UFC 197 decepciona nas vendas

Segundo site especializado, evento vendeu entre 375 e 450 mil pacotes de pay-per-view

Jones (dir.) x OSP (esq.) foi a luta principal do UFC 197. Foto: Josh Hedges/UFC

Jones (dir.) x OSP (esq.) foi a luta principal do UFC 197. Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Aldo se irrita com provocações de fãs de McGregor: ‘É um saco do c***!’
UFC anuncia planos de Cyborg x Randamie; brasileira desmente duelo
Wilson Reis desafia Demetrious Johnson pelo cinturão dos moscas no UFC 201

Nem mesmo a volta de Jon Jones ou nocaute avassalador do dominante campeão dos moscas Demetrious Johnson pra cima do medalhista de ouro olímpico Henry Cejudo foram suficientes para impulsionar as vendas do UFC 197, pay-per-view realizado pela organização do Ultimate no mês de abril. Embora não tenham sido necessariamente um fracasso retumbante, os números de PPV do card passaram longe de um grande sucesso e decepcionaram.

Segundo o jornalista Dave Meltzer, do site norte-americano “Wrestling Observer”, principal referência no mercado de comercialização de pacotes PPV, os números do UFC 197 ficaram entre 375 e 450 mil unidades vendidas. A título de comparação, a luta anterior de Jones, em janeiro do ano passado contra Daniel Cormier, vendeu 800 mil pacotes. Este também foi o terceiro pior desempenho de Bones liderando um pay-per-view, superando apenas suas lutas contra Glover Teixeira e Alexander Gustafsson.

Apesar do desempenho abaixo do esperado, os números colocam Jon Jones como o terceiro principal vendedor de PPV da organização do Ultimate na atualidade, atrás de Ronda Rousey e Conor McGregor – que, somente em 2015, em suas últimas cinco lutas combinadas, venderam incríveis 4,6 milhões de pacotes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments