Lenda do UFC defende doping ‘em nível seguro’

Ken Shamrock, membro do Hall da Fama do Ultimate, diz que substâncias que hoje são proibidas ajudam na saúde dos atletas

Shamrock caiu no antidoping em seu último combate. Foto: Divulgação/Bellator

Shamrock caiu no antidoping em seu último combate. Foto: Divulgação/Bellator

Veterano do MMA e membro do Hall da Fama do UFC, Ken Shamrock adotou um posicionamento diferente em relação ao doping no esporte. Para ele, certas substâncias que hoje são proibidas deveriam ser liberadas para uso, desde que seja que em um “nível seguro”.

Veja Também

Jon Jones cai em exame antidoping e está fora do UFC 200
Entenda os principais pontos sobre o doping de Jones
Jones pede desculpas por doping, mas alega inocência: ‘Jamais trapacearia’

O assunto voltou à tona na última semana, quando Jon Jones foi retirado do UFC 200 por falhar em um exame antidoping surpresa, realizado em junho. Apesar de a substância em questão ainda não ter sido divulgada, Shamrock considera que a tolerância deveria ser um pouco menos rígida do que se vê hoje em dia.

“Eu acho que é muito claro e já me posicionei sobre isso. Acredito que isso precisa ser regulado, chegando em um ponto em que os atletas possam usar em um nível seguro. Porque isso ajuda, ajuda sua saúde e em sua recuperação”, opinou, em entrevista ao programa da emissora “AXS TV”.

Shamrock considerou contraditório o corte de Jones e a permissão para que Brock Lesnar fosse liberado para lutar no mesmo evento. O gigante norte-americano não passou pelos quatro meses obrigatórios de testes para poder lutar, já que foi confirmado na atração somente 30 dias antes de sua realização. “Hoje, o mandamento é tolerância zero. Vemos Dana White dizendo que tal coisa é inaceitável, que não permitirão que essas coisas aconteçam. Mas aí eles escalam Brock Lesnar, que não realizou todos os testes, para lutar. Qual é a mensagem que eles passam para todos?”, apontou.

Shamrock, de 52 anos de idade, ainda atua como lutador profissional de MMA. Em sua atuação mais recente, em fevereiro, diante de Royce Gracie, o veterano caiu no exame antidoping pré-luta.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments