UFC 201: Woodley nocauteia Lawler e aumenta ‘maldição do título’ em 2016

Desafiante surpreende, despacha compatriota no primeiro round e impõe sétima queda de um campeão em 2016

Woodley é o novo campeão dos meio-médios. Foto: Divulgação/UFC

Woodley é o novo campeão dos meio-médios. Foto: Divulgação/UFC

A “maldição dos campeões” continua firme e forte em 2016. Na noite deste sábado (30), na luta principal do UFC 201, em Atlanta (EUA), Tyron Woodley despachou Robbie Lawler em poucos minutos para se tornar o novo detentor do cinturão dos meio-médios da principal organização de MMA do planeta.

Veja Também

Vídeo: Assista à vitória de Woodley sobre Lawler no UFC 201
UFC 201: Wilson Reis finaliza estreante e bate recorde
Woodley pede GSP ou Diaz para sua primeira defesa de título

Woodley, que não subia no octógono desde janeiro de 2015, não se mostrou atrapalhado pelo tempo afastado. O desafiante começou a luta cercando o campeão, que, por sua vez, atuava com bastante cautela. Ainda nos primeiros lances, Woodley buscou a queda, rechaçada por Lawler.

Quando a luta retornou à trocação, Woodley conseguiu cercar Lawler contra a grade e deu o golpe certeiro: um cruzado de direita que atingiu o queixo do campeão. Lawler caiu já praticamente entregue, e, poucos golpes de Woodley depois, o árbitro interrompeu as ações.

Esta foi a sétima vez que um campeão do UFC é destronado em 2016. De janeiro para cá, isso também aconteceu na categoria dos galos (TJ Dillashaw), galos femininos (Holly Holm e Miesha Tate), leves (Rafael dos Anjos), médios (Luke Rockhold) e pesados (Fabrício Werdum).

Woodley se tornou o sexto campeão da história da categoria dos meio-médios, o terceiro de 2014 para cá. Já Lawler é destronado em sua terceira defesa de título.

Ellenberger atropela Brown e sobrevive no UFC

Atleta do UFC desde 2009, Jake Ellenberger vivia fase delicadíssima na organização, com cinco derrotas em suas últimas seis lutas. Contudo, o norte-americano espantou a má fase ao impor uma derrota dura no também experiente Matt Brown.

Logo nos segundos iniciais, Ellenberger mostrou a que veio: correu pelo octógono e acertou um poderoso direto de direita, que levou Brown à lona. O “Imortal” fez jus ao nome e sobreviveu, e pouco depois perseguiu Ellenberger pelo octógono. Porém, “The Juggernaut” conectou um chute no corpo de Brown, mais uma vez levando o adversário ao chão. Poucos golpes depois, o árbitro interrompeu e deu a Ellenberger a importante vitória.

Desta forma, Ellenberger vence pela primeira vez desde fevereiro de 2015 e põe fim a uma sequência de duas derrotas seguidas. Já Brown sofre seu quarto revés nas últimas cinco lutas.

Kowalkiewicz vence e entra em rota de colisão com compatriota

A categoria palha feminina deverá ter em breve um duelo 100% polonês pelo cinturão. Karolina Kowalkiewicz freou a ascensão de Rose Namajunas, obteve uma importante vitória e entrou em rota de colisão com a campeã do peso, Joanna Jedrzejczyk.

Namajunas começou o combate impondo seu ritmo, com boas combinações na longa distância e uma queda ao término do primeiro round. No entanto, a partir do segundo assalto, a polonesa apostou em uma arma que lhe rendeu frutos: joelhadas no corpo a partir do clinche.

Os golpes não só incomodavam a rival, como também tiravam seu fôlego e diminuíam seu ritmo. Assim, Karolina impôs seu jogo nos últimos dois períodos e ficou com a vitória na decisão dividida dos jurados.

Kowalkiewicz fica, então, na ponta da fila pelo cinturão. Ela deverá ter a oportunidade devoltar sua única derrota no MMA, ainda na trajetória amadora, quando perdeu para Jedrezczyk em 2012, por finalização.

Resultados completos do UFC 201:

CARD PRINCIPAL

Tyron Woodley nocauteou Robbie Lawler (socos) aos 2min12s do R1

Karolina Kowalkiewicz derrotou Rose Namajunas na decisão dividida dos juízes (duplo 29 a 28, 28 a 29)

Jake Ellenberger derrotou Matt Brown por nocaute técnico (chute e socos) a 1min46s do R1

Érik Pérez derrotou Francisco Rivera na decisão unânime dos juízes (duplo 30 a 26, 29 a 28)

Ryan Benoit derrotou Fredy Serrano na decisão dividida dos juízes (duplo 29 a 28, 28 a 29)

CARD PRELIMINAR

Nikita Krylov nocauteou Ed Herman (chute alto) aos 40s do R2

Jorge Masvidal derrotou Ross Pearson na decisão unânime dos juízes (duplo 29 a 28, 30 a 27)

Anthony Hamilton nocauteou Damian Grabowski (socos) aos 14s do R1

Wilson Reis finalizou Hector Sandoval (mata-leão) a 1min49s do R1

Michael Graves x Bojan Velickovic terminou em empate majoritário (30 a 27, duplo 28 a 28)

Demien Brown nocauteou César Arzamendia (socos) aos 2min27s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments