UFC 202: Garbrandt brilha e brasileiro perde no card preliminar

Revelação da divisão dos galos nocauteia Mizugaki em menos de um minuto; já Alberto Uda acaba finalizado por italiano

Garbrandt (foto) manteve-se invicto no MMA. Foto: Brandon Magnus/UFC

Garbrandt (foto) manteve-se invicto no MMA. Foto: Brandon Magnus/UFC

Veja Também

McGregor entra como favorito para revanche com Diaz
Cinco motivos para assistir o UFC 202 neste sábado
UFC 202: McGregor e Nate Diaz quase brigam e precisam ser separados por policiais

Considerado uma das grandes promessas do peso galo, Cody Garbrandt foi o grande destaque do card preliminar do UFC 202, evento realizado na noite deste sábado (20), em Las Vegas (EUA). O norte-americano passou por cima do veterano Takeya Mizugaki e ficou ainda mais perto de desafiar Dominick Cruz, campeão da divisão até 61 kg.

Único brasileiro a participar das primeiras lutas da noite, Alberto Uda não teve um bom resultado. O brasileiro, antigo campeão mundial de muay thai, acabou finalizado pelo estreante italiano Marvin Vettori ainda no primeiro round, o que o deixa em posição complicada no UFC.

O card preliminar do UFC 202 também teve um duelo de companheiros de equipe de Conor McGregor e Nate Diaz, que serviu como aquecimento para a luta principal da noite. Já Lorenz Larkin obteve importante vitória diante de Neil Magny para subir na categoria dos meio-médios. Confira como foram as principais lutas do card preliminar do UFC 202!

Brasileiro Uda é finalizado por estreante italiano

Uda foi finalizado por italiano. Foto: Divulgação/UFC

Uda foi finalizado por italiano. Foto: Divulgação/UFC

Na primeira luta da noite, o brasileiro Alberto Uda não viu a cor da bola contra o jovem italiano Marvin Vettori. O catarinense foi finalizado ainda no primeiro round e ficou em posição delicada dentro do UFC.

Vettori, de 22 anos, esperou poucos instantes do combate para levar Uda, campeão mundial de muay thai, ao solo. Ali, o italiano trabalhava de forma tímida no ground and pound, na espera de alguma brecha. Ela veio quando Uda tentou se desvencilhar e deu as costas para o rival. Vettori, então, aproveitou para encaixar uma guilhotina e fazer o brasileiro bater em desistência.

Foi a estreia de Vettori no UFC; já Uda sofre sua segunda derrota em duas lutas no octógono. Em sua estreia, em maio deste ano, ele acabou nocauteado por Jake Collier.

Larkin atropela Magny e vence por nocaute técnico

Larkin não deu chances a Magny. Foto: Divulgação/UFC

Larkin não deu chances a Magny. Foto: Divulgação/UFC

Lorenz Larkin obteve uma importante vitória na terceira luta da noite. Na última luta de seu atual contrato com o UFC, o norte-americano impôs um verdadeiro atropelo ao seu adversário, o ranqueado dos meio-médios Neil Magny.

Larkin ditou as ações do começo ao fim, especialmente ao abusar dos chutes na perna e no corpo. Dois pisões frontais no peito de Magny chegaram a derrubar o rival, sendo que outros golpes na coxa atrapalhavam sua movimentação. Quando Magny tentou agarrar as pernas e buscar uma queda, Larkin aplicou cotoveladas na cabeça do adversário, o que lhe deu a vitória por nocaute técnico.

Companheiro de McGrgor derrota colega de Diaz

Como aquecimento para o duelo principal da noite, Artem Lobov, colega de treinos de Conor McGregor, enfrentou Chris Avila, companheiro de academia de Nate Diaz. Mas, para quem esperava um combate explosivo devido à rivalidade entre as equipes, ficou decepcionado.

Todos os 15 minutos do duelo tiveram ações bastante mornas no octógono. Lobov tomava mais iniciativa e atacava Avila, com socos tímidos e chutes nas coxas do rival. Avila, em contrapartida, fazia pouco para contra-atacar: apostava em socos lentos, quase que todos eles no vazio.

No fim, vitória de Lobov na decisão unânime dos juízes, com um triplo 30 a 27. Foi sua primeira vitória em três lutas no UFC; já Avila estreia na principal organização de MMA do planeta com derrota.

Garbrandt atropela Mizugaki e se mantém invicto

C. Garbrandt (foto) desafiou Cruz após vitória. Foto: Jeff Bottari/UFC

C. Garbrandt (foto) desafiou Cruz após vitória. Foto: Jeff Bottari/UFC

Cody Garbrandt fechou o card preliminar do UFC 202 com estilo. A promessa norte-americana do peso galo não deu chances ao veterano Takeya Mizugaki e liquidou a fatura com menos de um minuto de atividade.

O duelo começou em ritmo intenso. Agressivo como de costume, Garbrandt partiu para cima de Mizugaki, que aceitava a troacação franca. Então, “No Love” acertou um direto de direita certeiro no japonês, derrubando o rival. Garbrandt continuou com ataques no queixo de Mizugaki até obter a vitória por nocaute técnico.

Com o resultado, Garbrandt manteve sua invencibilidade no MMA profissional. Na entrevista pós-luta, o norte-americano desafiou o campeão da categoria, Dominick Cruz, que aceitou o duelo prontamente.

Resultados do card preliminar do UFC 202:

Cody Garbrandt nocauteou Takeya Mizugaki com socos aos 48s do R1

Raquel Pennington derrotou Elizabeth Phillips na decisão unânime dos juízes (triplo 30 a 27)

Artem Lobov derrotou Chris Avila na decisão unânime dos juízes (triplo 30 a 27)

Cortney Casey finalizou Randa Markos com uma chave de braço aos 4min34s do R1

Lorenz Larkin derrotou Neil Magny por nocaute técnico (chutes e cotoveladas) aos 4min08s do R1

Colby Cogington derrotou Max Griffin por nocaute técnico (socos) aos 2min28s do R3

Marvin Vettori finalizou Alberto Uda com uma guilhotina aos 4min30s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments