Cerrone quer enfrentar algoz de Dos Anjos pelo cinturão dos leves

Cowboy, que já derrotou E. Alvarez em 2015, fala em voltar ao peso leve para encarar o atual campeão até 70 kg

 

D. Cerrone quer disputar o cinturão dos leves novamente (Foto: UFC / Josh Hedges)

D. Cerrone quer disputar o cinturão dos leves novamente (Foto: UFC / Josh Hedges)

Donald Cerrone vive uma fase iluminada. Com três vitórias consecutivas lutando como peso meio-médio (duas por nocaute e uma por finalização), o norte-americano quer retornar aos leves para enfrentar o atual campeão Eddie Alvarez pelo cinturão da categoria. Vale destacar que Cerrone venceu Alvarez no início de 2015, em luta que marcava a estreia de Eddie no UFC.

Veja Também

UFC anuncia programação até o fim de 2016 e inclui evento no Brasil
Algoz de brasileiro recebe R$ 66,5 mil por segundo com vitória no UFC 202
Hangout SUPER LUTAS volta em setembro em dose dupla

Após ser nocauteado pelo brasileiro Rafael dos Anjos em dezembro do ano passado, em luta válida pelo titulo dos leves, Cowboy subiu de divisão e vem tendo ótimos resultados no novo peso, como, por exemplo, o nocaute aplicado sobre Rick Story, no último sábado (20), no UFC 202. No entanto, apesar de se sentir bem entre os meio-médios, ele diz aceitar retornar aos leves se receber uma chance de disputar o cinturão. Ele, inclusive, sugeriu que o duelo ocorresse em Nova York (EUA), no UFC 205, em novembro. “Eu tenho que pensar que eu tenho que bater 70 kg. Eu acho que Eddie Alvarez tem algo que me pertence. Vamos lá. Madison Square Garden, eu e Eddie. Que tal?”, desafiou Donald.

Apesar do discurso do lutador, Dana White, presidente do UFC, pareceu não concordar muito com a ideia, e deu a entender que o atleta deve permanecer lutando entre os meio-médios. “Não gosto dele como leve e ele está incrível com 77kg. Ninguém faz isso com o Story. Quero que ele fique lá”, disse o patrão.

Donald Cerrone, 33 anos, é um dos mais experientes atletas do plantel do UFC. Com 18 vitórias e quatro derrotas na organização, ele coleciona bônus de performance da noite (são 12 no total) e já disputou o cinturão uma vez, mas acabou derrotado pelo ex-campeão Rafael dos Anjos. Das últimas 14 vezes em que pisou no octógono, triunfou em 12, sendo superado apenas duas vezes, ambas contra Dos Anjos. No total, possui 31 vitórias, sete reveses e uma luta sem resultado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments