Flagrados no doping, Jones e Lesnar devem receber suspensões pequenas

A USADA (Agência Antidoping dos EUA) informou que a pena de ambos não deve ser pesada; julgamentos ainda não têm data marcada

Jones caiu no doping e ficou de fora do UFC 200. Foto: Divulgação

Jones caiu no doping e ficou de fora do UFC 200. Foto: Divulgação

Os lutadores Jon Jones e Brock Lesnar começam a ter motivos para comemorarem. De acordo com o site norte-americano “MMA Fighting”, a USADA (Agência Antidoping dos EUA) informou que ambos os lutadores irão enfrentar uma suspensão máxima de um ano por terem falhado recentemente em exames antidoping feitos no mês passado. Conforme a política adotada pela empresa, a pena habitual para quem é reincidente é de dois anos.

Veja Também

Presidente do UFC pretende marcar Jones vs Johnson por chance ao cinturão
Mesmo após doping, Lesnar considera retorno ao UFC
Jones mostra otimismo após doping: ‘Tenho boas notícias’

A razão para a suspensão mais curta é que as substâncias proibidas encontradas no corpo dos dois lutadores são consideradas “substâncias especificadas” nos termos do Código da Agência Mundial Anti-Doping. Primeiro a ser flagrado, Jones testou positivo para hidroxiclomifeno e também para metabólitos de Letrozole. As duas substâncias são bloqueadores de estrogênio e não têm seu uso permitido tanto fora quanto dentro do período de competição. O peso-pesado Brock Lesnar também foi pego pelo uso de hidroxiclomifeno, mesma substância encontrada em “Bones”.

Recentemente o ex-campeão meio-pesado do UFC usou suas redes sociais para dizer que “boas novidades estão por vir”, dando a entender que se tratava dos exames realizados. O próprio Dana White, presidente do UFC, disse que o atleta não foi flagrado com a substância que se imaginava que ele tinha consumido.

Jon Jones, que iria enfrentar seu rival Daniel Cormier na atração principal do UFC 200, foi informado sobre o doping no dia 6 de julho, três dias antes evento, e foi substituído por Anderson Silva. Já Lesnar estava afastado do MMA há quatro anos e fez seu retorno no UFC 200, quando venceu Mark Hunt na decisão dos juízes. Porém, devido ao exame antidoping positivo, a vitória deverá ser anulada. A Comissão Atlética de Nevada (NAC) ainda não anunciou a data dos julgamentos dos dois atletas, mas ambos devem ocorrer nos próximos meses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments