Lutador do UFC diz que matou mulheres e crianças em guerra

Tim Kennedy, que serviu Exército dos Estados Unidos no Iraque, afirmou que treinos de MMA o ajudaram a evitar surto

Kennedy serviu ao exército dos EUA no Iraque durante a década de 2000. Foto: Reprodução

Kennedy serviu ao exército dos EUA no Iraque durante a década de 2000. Foto: Reprodução

O lutador do UFC Tim Kennedy, também conhecido por sua longa experiência militar, fez uma revelação sobre fatos obscuros de sua vida no passado. O norte-americano, que serviu o exército de seu país na Guerra do Iraque, disse já ter matado mulheres e crianças, e que os treinos de MMA o ajudaram a evitar um surto.

Veja Também

UFC repreende lutador após comentário racista contra coreano
Ronda defende prática do MMA: ‘Impede que as pessoas enlouqueçam’
Gustafsson garante: ‘Eu nunca perdi minha motivação’

Kennedy escreveu em sua página no Facebook um depoimento franco sobre seus métodos para fugir de qualquer “fantasma” da guerra, o que perturba vários militares que são expostos a situações-limite. Para ele, a solução encontrada foi manter sua mente e corpo sempre ocupados com um objetivo maior.

“Sou questionado diariamente sobre como eu não sofro com estresse pós-traumático. Provavelmente eu sou a última pessoa na Terra para a qual você deve perguntar essas coisas. Já matei crianças e mulheres na guerra, já vi meus amigos e colegas serem queimados vivos. Minha vida adulta está preenchida de coisas que só aparecem em filmes de terror. Eu poderia ter pesadelos toda noite se eu não escolhesse fazer a diferença diariamente para mim e para os homens que morreram ao meu redor”, escreveu o lutador do UFC.

“Eu não dou a mínima para o que dizem que é o jeito certo de ficar curado. Eu digo como melhorar: pare de ser um covarde. Você precisa acordar todo dia cedo e treinar. Treine tão duro até que suas mãos sangrem, que até você transpire ácido. Treine duro até que você tenha um colapso e veja estrelas. Aí você fica limpo. Tenha refeições saudáveis Tenha boa aparência, vista-se bem. Nessa hora você percebe que o trabalho de verdade está para começar”, continuou o atleta norte-americano.

Kennedy, de 37 anos de idade, fez quatro lutas no UFC, com três vitórias (incluindo triunfo sobre o atual campeão dos médios, Michael Bisping), e uma derrota.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments