Bisping detona Henderson: ‘Trapaceou em nossa primeira luta’

Campeão dos médios classifica rival, com quem fará revanche, como o ‘padrinho da terapia de reposição de testosterona’

Henderson e Bisping se enfrentaram em 2009. Foto: Divulgação

Henderson e Bisping se enfrentaram em 2009. Foto: Divulgação

Atual campeão dos médios do UFC, Michael Bisping afirmou que Dan Henderson estava trapaceando no primeiro confronto entre os dois, em 2009, em luta que marcou história no evento UFC 100.

Veja Também

‘É constrangedor ver Bisping como campeão’, diz Weidman
Henderson garante aposentadoria após luta com Bisping
UFC oficializa Bisping x Henderson e Belfort em outubro

Na ocasião, o norte-americano impôs um dos nocautes mais impressionantes da história do MMA, apagando o rival com um único soco certeiro no queixo. Para Bisping, a luta ficou manchada pelo fato de Henderson fazer uso da controversa terapia de reposição de testosterona (TRT).

O tratamento, proibido no MMA há dois anos, permite que aqueles que possuem deficiência na produção do hormônio reponham até chegarem a um nível considerado normal. Bisping considera que Henderson, assim como outros atletas adeptos à TRT, se utilizavam disso para descumprir as regras.

“Ele estava usando essa testosterona que o permitia estar com um nível 16 vezes a mais do que uma pessoa normal. Isso é ridículo. Todos esses lutadores [que usavam a terapia] ainda estão lutando no UFC. Pensei que eles precisavam disso para viver, quanto mais para lutar. Dan Henderson foi o padrinho da TRT. Ele estava fazendo uso em nossa primeira luta, e eu não fazia ideia. Ele passou de ‘Dan Henderson das decisões’ para o ‘Dan Henderson dos nocautes’. Ele estava trapaceando”, detonou o inglês, em entrevista à publicação “Metro”, de seu país.

Os dois atletas farão revanche no UFC 204, no dia 8 de outubro, na Inglaterra, naquela que será a primeira defesa de título de Bisping. O inglês promete dar o troco no rival com classe: “Henderson vai ser nocauteado muito rapidamente. O que quero é dar uma surra, envergonhá-lo. Vou puni-lo um pouco. Esse é o plano, não estou falando só por falar. Vou ser rápido demais, batendo na esquerda, direita e no meio. Depois, vou acabar com ele no terceiro round, quando o árbitro parar a luta”, prometeu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments