‘Ninguém consegue encostar em mim quando estou 100%’, diz Velasquez

Atrapalhado por lesões nos últimos anos, ex-campeão dos pesados revela ter feito ajustes para ‘voltar a render como gostaria’

Velasquez é ex-campeão dos pesados do UFC. Foto: Divulgação

Velasquez é ex-campeão dos pesados do UFC. Foto: Divulgação

Cain Velasquez não é mais campeão dos pesados do UFC, mas considera que, caso não tivesse sofrido com lesões nos últimos anos, ainda estaria no topo da categoria. Para ele, nenhum outro atleta da divisão “conseguiria encostá-lo” nas lutas em que se apresenta em 100% de suas condições.

Veja Também

Ex-campeão do UFC divulga primeiro trabalho como modelo
Brasileira quer disputar cinturão dos palhas em caso de vitória no UFC 203
Lutador decide doar órgãos de filho pequeno morto em atropelamento

Velasquez foi campeão do UFC em duas oportunidades, entre 2010 e 2011 e entre 2012 e 2015. Em ambas as passagens, o norte-americano descendente de mexicanos sofreu com contusões de diferentes tipos, o que, inclusive, o deixou por um longo tempo inativo.

Agora recuperado fisicamente, Velasquez garante que ainda é o lutador mais perigoso dos pesados. “As pessoas sabem que, se eu ir a uma luta em meus 100%, não há ninguém que consiga encostar em mim. Ainda me sinto assim quando vou aos treinos todos os dias”, disse, em entrevista ao podcast norte-americano “The MMA Hour”.

Para voltar à velha forma, Velasquez admite que precisou fazer ajustes em sua preparação. “Houve apenas algumas coisas que precisei mudar para ser aquele cara novamente. Um pouco mais de descanso durante meus treinos, mais trabalho de manutenção no meu corpo. Assim consigo render da forma que quero”, explicou.

Em sua última luta, Velasquez atropelou Travis Browne no UFC 200, em julho. O atual campeão da categoria é Stipe Miocic, que faz defesa contra Alistair Overeem neste sábado (10), no UFC 203.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments