Poirier esbanja confiança e diz: ‘Vou ser o campeão do mundo em breve’

Protagonista do UFC Fight Night deste sábado (17), norte-americano afirma que venceria Alvarez, atual campeão da categoria

Poirier enfrenta Johnson na luta principal do UFC Hidalgo. Foto: Josh Hedges/Zuffa

Poirier enfrenta Johnson na luta principal do UFC Hidalgo. Foto: Josh Hedges/Zuffa

O peso leve Dustin Poirier sequer faz parte do top 5 da divisão, mas já está mirando alto para seus próximos passos. O lutador enfrenta Michael Johnson na luta principal deste sábado (17), no UFC Fight Night 94, em Hidalgo (EUA), e sabe que uma vitória o coloca muito próximo dos cinco melhores da categoria. Mais do que isso, ele quer provar que pode ser uma real ameaça ao campeão Eddie Alvarez.

Veja Também

Uriah Hall comenta treino com Bisping: ‘Acabei com ele’
Poirier e Johnson fazem luta principal do UFC no Texas
Assista à pesagem do UFC Hidalgo, com três brasileiros

“Eu acredito que se eu lutar com Eddie Alvarez hoje, eu vou tomar o cinturão dele. Eu sinto que eu vou ser o campeão do mundo e isso vai ser em breve”, falou ao site norte-americano ‘Fox Sports’

Desde que deixou a divisão dos penas e retornou aos leves, Poirier emplacou quatro triunfos consecutivos, sendo três por nocautes, todos no primeiro round. Aos 27 anos, ele afirma estar atingindo o auge de seu condicionamento físico, e acredita que seu poder de nocaute na categoria é capaz de derrubar qualquer adversário.

“Eu posso nocautear qualquer um. Eu estou ficando mais forte, a minha técnica está ficando melhor e eu sinto que tenho meu poder de volta. (…) Estou me divertindo novamente. Os resultados das minhas últimas lutas mostrou que estou me divertindo de novo, apenas aproveitando isso”.

Questionado sobre seu próximo compromisso, contra Michael Johnson, Dustin diz ser melhor que o rival em todas as áreas do jogo, e garante que merece uma chance de disputar o cinturão em caso de nova vitória. “Eu sinto que eu sou melhor do que ele em todos os aspectos da luta. Se ele acha que o boxe é o seu ponto forte, esta será uma batalha difícil para ele.(..) Eu estou para realizar uma grande luta e bater Michael Johnson. Sinto que depois dessa vitória, uma ou duas a mais e eu deveria lutar pelo cinturão, ou até antes disso”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments