Por problemas contratuais, adversário de Pitbull deixa UFC 205

Al Iaquinta diz que não conseguiu assinar o contrato para a luta quando percebeu que sofreria grandes perdas financeiras

Iaquinta (foto) não enfrentará mais Pitbull em Nova York. Foto: Josh Hedges/UFC

Iaquinta (foto) não enfrentará mais Pitbull em Nova York. Foto: Josh Hedges/UFC

Escalado para enfrentar Thiago Pitbull no UFC 205, em Nova York (EUA), Al Iaquinta revelou que não participará mais do combate. O norte-americano se mostrou insatisfeito com a situação financeira de seu contrato e, por isso, pediu para deixar a atração de 12 de novembro.

Veja Também

Thiago Pitbull enfrenta Al Iaquinta no UFC 205, em Nova York
Woodley coloca cinturão em jogo contra Thompson no UFC 205
UFC escala Kelvin Gastelum para enfrentar Donald Cerrone no UFC 205

Iaquinta revelou que desistiu do combate já com o contrato em mãos, prestes a ser assinado para oficializar o duelo. “Recebi o contrato e fiquei olhando para ele por alguns dias. Eu simplesmente não conseguia assiná-lo. Não conseguia fazer isso. Eu sentia que não era o certo. Conversei com meu empresário e lhe disse que eu realmente queria lutar em Nova York. Não há nada que eu quisesse mais do que lutar em Nova York, mas eu não posso aceitar uma redução no meu salário”, comentou, em entrevista ao site da emissora norte-americana “FOX Sprots”.

O atleta explicou que o problema encontrado refere-se ao controverso acordo de patrocínio do UFC com a Reebok. De meados de 2015 para cá, todos os lutadores que atuam na organização devem usar uniformes da marca e são proibidos de ostentarem patrocínios pessoais no octógono.

O contrato de Iaquinta com o UFC era anterior ao início do acordo. O lutador embolsaria US$ 5 mil da fornecedora de materiais esportivos pelo combate, valor que equivale ao pagamento que antes receberia de um único patrocinador.

“Eu já tive um corte de pagamento de todos os meus patrocinadores. Já aceitei todas as reduções que eu podia nos últimos 18 meses .Disse ao meu empresário que quero mais. Quero conversar com o UFC e ver se eles podem fazer uma negociação, porque quando assinei meu contrato, não havia o acordo com a Reebok”, explicou.

Iaquinta não sobe no octógono desde abril de 2015, quando venceu Jorge Masvidal na decisão dos juízes. Com sua saída do combate, o UFC deverá apontar um novo adversário para Pitbull em Nova York.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments