Demitido do UFC por empurrar árbitro, lutador defende Nelson

Jason High considera errado chute dado em Brasília, mas pondera: ‘Isso não significa que ele deva ser demitido’

Atitude de Nelson causou polêmica. Foto: Reprodução

Atitude de Nelson causou polêmica. Foto: Reprodução

Demitido pelo UFC em 2014 após empurrar o árbitro de sua luta, Jason High considera que Roy Nelson não deveria ser dispensado pela organização após ter chutado o mediador “Big” John McCarthy no UFC Brasília.

Veja Também

UFC Brasília: Roy Nelson nocauteia Pezão e chuta árbitro após o duelo
Roy Nelson nega chute em árbitro no UFC Brasília: ‘Foi só um empurrão’
STJD do MMA abre processo contra Nelson após chute em árbitro

Na ocasião, Nelson ficou revoltado com McCarthy pela suposta demora em interromper sua luta contra Antônio Pezão. O norte-americano, amigo pessoal de seu adversário, considerou que teve que desferir mais golpes que o necessário antes da intervenção do árbitro.

High não concorda com a atitude de Nelson, mas acredita que a demissão seria uma punição excessivamente pesada. “Não acho que o que ele fez foi correto. Não foi nem sequer uma má interrupção, e o trabalho do lutador é continuar lutando até que o árbitro interrompa, e não interromper a luta ele mesmo. Mas isso não significa que o cara precisa ser demitido. Eu não torço para que alguém perca a habilidade de alimentar sua família”, disse, em entrevista ao site norte-americano “MMA Fighting”.

O caso de demissão envolvendo High foi cercado de polêmica. O atleta empurrou o árbitro Kevin Mulhall por discordar da interrupção feita em sua luta contra Rafael dos Anjos, que acabou perdendo por nocaute técnico. High foi mandado embora de maneira sumária por White, que justificou que nenhum lutador tem o direito de encostar no árbitro.

High discorda até hoje do episódio. “Isso é algo que precisa mudar. O UFC é tão grande que eles podem fazer o que quiserem”, lamentou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments