Julgamento sobre doping de Jon Jones é adiado para o fim do ano

Audiência estava marcada para o próximo dia 10, mas deve acontecer apenas em novembro

Jones foi um dos flagrados pela nova política antidoping do UFC. Foto: Divulgação/UFC

Jones foi um dos flagrados pela nova política antidoping do UFC. Foto: Divulgação/UFC

O julgamento de Jon Jones, flagrado em exame antidoping há três dias do UFC 200, em julho, quando enfrentaria Daniel Cormier na luta principal da noite, foi adiado pela Comissão Atlética de Nevada. Inicialmente agendada para o dia 10 deste mês – próxima segunda-feira -, a audiência deve ocorrer a partir do mês de novembro, conforme afirmou Bob Bennett, diretor executivo da Comissão, ao site norte-americano “Fox Sports”.

Veja Também

Jones mostra otimismo após doping: ‘Tenho boas notícias’
Jones pode ser inocentado em caso de doping, diz Dana White
Flagrados no doping, Jones e Lesnar devem receber suspensões pequenas
Entenda os principais pontos sobre o doping de Jones

Na ocasião, o lutador foi pego com por uso de dois bloqueadores de estrogênio: hidroxiclomifeno e Letrozole – as substâncias não configurariam doping de melhora de performance, mas podem ser usadas para mascarar o consumo de anabolizantes e, por isso, são proibidas pela Agência Mundial de Controle Antidoping. Assim, Jones segue suspenso e proibido de voltar ao octógono. Recentemente, o lutador postou mensagens otimistas em suas redes sociais, dando a entender que sua punição, previamente estipulada em dois anos, poderia ser reduzida.

Jon Jones não luta desde abril deste ano, quando superou Ovince St. Preux na decisão unânime dos juízes e conquistou o cinturão interino da categoria dos meio-pesados. Agora, seu futuro segue como uma incógnita, e a tendência é que Daniel Cormier, campeão linear da divisão, enfrente Anthony Johnson em sua próxima defesa de título,

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments