‘Ronda se sentiu atacada pela mídia quando perdeu’, revela White

De acordo com presidente do UFC, tratamento da imprensa foi o principal motivo para o afastamento da ex-campeã

Ronda voltará a lutar ainda em 2016. Foto: Divulgação

Ronda voltará a lutar ainda em 2016. Foto: Divulgação

O presidente do UFC, Dana White, acredita que o principal motivo que fez a ex-campeã Ronda Rousey se afastar do octógono foi o tratamento dado pela imprensa após a derrota que sofreu no fim do ano passado.

Veja Também

‘Vou bloquear tudo o que Ronda tentar fazer’, garante Amanda
Peña se revolta com disputa de cinturão a Ronda: ‘Pirralha mimada’
Dana White crava: “Ronda Rousey é estrela maior que McGregor”

Com luta marcada para dezembro, Ronda ficará um ano e um mês sem lutar, já que seu combate mais recente foi em novembro de 2015, quando foi nocauteada por Holly Holm. Segundo White, a reação da imprensa desagradou a norte-americana, e, em sua visão, a lutadora tem parcela de razão.

“Ela queria um tempo. Ela teve alguns problemas, mas os maiores foram, na minha opinião, com a mídia. Ela sentiu que a imprensa virou as costas completamente para ela quando ela perdeu. Não é que a abandonaram, mas ela se sentiu atacada. Ela sentiu que essas pessoas, a quem ela dedicou três anos de sua vida dando entrevistas, virou as costas para ela quando perdeu. A imprensa consegue irritar uma pessoa. Se você passa por algo traumático na vida, perde e ainda precisa ouvir esse tipo de coisas, eu entendo”, comentou, em entrevista à emissora norte-americana “FOX Sports”.

Ronda Rousey tentará recuperar o cinturão no dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA). Na ocasião, a norte-americana enfrenta a brasileira Amanda Nunes, atual campeã do peso.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments