Aldo celebra reunião com o UFC e insiste: ‘Intenção é de não lutar mais’

Campeão interino diz que ‘tirou muita coisa do peito’ durante encontro com Dana White e pede para poder seguir seu caminho

Aldo ficou frustrado com decisão do UFC. Foto: Harry How/Zuffa LLC

Aldo ficou frustrado com decisão do UFC. Foto: Harry How/Zuffa LLC

Campeão interino dos penas do UFC, José Aldo se mostrou satisfeito com o saldo da reunião que fez com os seus chefes na tarde de quarta-feira (19) em Las Vegas (EUA), início da noite pelo horário brasileiro. O lutador, no entanto, se mostrou firme em sua intenção de deixar as competições de MMA.

Veja Também

Aldo cogita voltar ao jiu-jitsu caso deixe o UFC
José Aldo garante: “Se eu não lutar no UFC, não luto em lugar nenhum”
Aldo está sendo ‘um pouco ridículo’ por pedir liberação de contrato, diz White

Aldo vem mostrando desejo de se retirar do esporte desde que se confirmou que a tão sonhada revanche com Conor McGregor pelo cinturão definitivo não aconteceria, já que o irlandês disputará o título dos leves contra Eddie Alvarez em novembro. O brasileiro e seu empresário, André Pederneiras, conversaram com o presidente do UFC, Dana White, e com Sean Shelby, responsável por marcar as lutas, para discutir a situação contratual.

Após horas de conversas, Aldo se disse aliviado com o encontro. “Eu não vim aqui simplesmente para cancelar meu contrato. Eu vim aqui porque tinha muita coisa no peito que queria dizer, e foi isso o que aconteceu. Vou seguir o meu caminho e o UFC seguirá o seu. O tempo vai dizer o que o futuro reserva. Vim do Brasil já com ideias bem firmes na cabeça. Minha intenção é de não lutar mais, e isso não mudou. Era assim que me sentia quando deixei o Brasil e é assim que me sinto hoje”, disse o lutador, em entrevista ao site norte-americano “ESPN”.

Aldo lutou pela última vez em julho deste ano, quando bateu Frankie Edgar no UFC 200 para conquistar o cinturão interino. Antes disso, havia perdido para McGregor por nocaute, e, desde então, o irlandês não defendeu o título.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments