Nurmagomedov diz que UFC o usou para marcar Alvarez x McGregor

Russo acredita que contratos assinados por ele foram usados para ‘forçar’ concorrentes a fecharem acordo para duelo no UFC 205

Khabib espera disputar o cinturão dos leves após o UFC 205. (Foto: Getty Images)

Khabib espera disputar o cinturão dos leves após o UFC 205. (Foto: Getty Images)

Khabib Nurmagomedov esteve perto de receber uma chance de disputar o cinturão dos leves contra Eddie Alvarez, mas acabou sendo preterido por Conor McGregor. Fato que, segundo o próprio russo, só aconteceu porque o UFC o usou para que tanto McGregor quanto Alvarez concordassem em se enfrentarem no UFC 205, evento que acontecerá dia 12 de novembro, em Nova York.

Veja Também

Russo segue Aldo e ameaça deixar UFC se não lutar pelo cinturão
Preterido em luta pelo cinturão, russo detona: ‘UFC virou show de horrores’
Nurmagomedov x Johnson fecha o card do UFC 205, em Nova York

“O UFC me mandou dois contratos, e eu assinei ambos. Meu nome foi usado para o UFC conseguir que a luta acontecesse. McGregor e Alvarez pediram muito dinheiro para aceitarem se enfrentar. Ao ver minha assinatura, McGregor percebeu que eu poderia vencer Alvarez, e ele não teria chance de conquistar esse cinturão, e Alvarez, quando viu minha assinatura, soube que não teria uma luta fácil como a que ele terá contra McGregor. Acho que os dois ficaram com medo de que eu entrasse nessa luta. Por isso acho que o UFC usou o meu nome”, falou o russo em entrevista ao site norte-americano ‘Champion.co’.

Sem o title shot, restou a Khabib a opção de enfrentar outro nome relevante na categoria: Michael Johnson, o sexto do ranking. Para ele, vencendo sua próxima luta, o posto de desafiante até 70kg deveria ser seu.

“Eu mereço a disputa de cinturão. Não se trata apenas da minha carreira no UFC, mas da minha carreira como um todo. São oito anos e meio invicto. Após vencer Michael Johnson, espero que o UFC me dê a disputa de cinturão. Não me importo quem vença, e não fico pensando em dinheiro nem em lutar contra Conor McGregor ou contra ninguém. Meu negócio é o cinturão. É essa luta que eu quero. Muitos lutam pelo dinheiro, mas ele não é tudo para mim. Dinheiro é importante na vida, mas eu tenho dinheiro. Nunca usei o MMA para ganhar dinheiro. MMA é a minha vida, está no meu sangue e é o que eu venho fazendo a vida toda. Posso ganhar dinheiro de diversas formas. Já tenho tudo que preciso, menos o cinturão”, finalizou o russo.

Khabib Nurmagomedov, 28 anos, tem um cartel perfeito no MMA com 23 vitórias em 23 lutas. No UFC, já são sete triunfos, incluindo três sobre os brasileiros Gleison Tibau, Thiago Tavares e Rafael dos Anjos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments