Lutador do UFC diz que pensou em suicídio: “Me senti como a Ronda”

Matt Brown, que vem de quatro derrotas nas últimas cinco lutas, admite que pensou em tirar a própria vida após revés mais recente

M. Brown admite que ficou muito abalado após sua última derrota. (Foto: Getty Images)

M. Brown admite que ficou muito abalado após sua última derrota. (Foto: Getty Images)

Não são todos os lutadores que sabem lidar com o fracasso. O peso meio-médio Matt Brown, definitivamente, é um exemplo disso. Em má fase na carreira, com quatro derrotas nas últimas cinco vezes em que subiu ao octógono, o norte-americano revelou que pensou em tirar a própria vida após o revés mais recente, contra Jake Ellenberger no UFC 201, em julho passado. Ele chegou a comparar com o caso de Ronda Rousey, que também admitiu ter cogitado a hipótese de suicídio após ser nocauteada por Holly Holm, em novembro de 2015.

Veja Também

Ronda revela ter pensado em suicídio após derrota para Holm
Lutador chegou a ser demitido antes de vitória no UFC 201
Ex-técnico de Brown nega ataque pelas costas e promete pagar prejuízo a hotel

“Foi muito difícil lidar com aquilo. Eu provavelmente me senti como a Ronda. Queria me matar, o que acontece depois de toda derrota, você sabe. Somos todos iguais”, declarou Brown, em entrevista ao programa “The MMA Hour” (EUA).

Contudo, logo em seguida ele explicou quais foram os motivos que o fizeram desistir da ideia de suicídio e mudar a forma de enxergar as coisas. “Mas sabe de uma coisa? Eu tenho três filhos e eu tinha que ir para casa e ser um exemplo para eles. Tive que acordar na manhã seguinte, fazer café da manhã normalmente e mostrar para eles que não importa quantas vezes você cai, você se levanta e tenta de novo”, concluiu.

Matt Brown, 35 anos, tem uma nova chance de mudar o rumo de sua carreira no próximo dia 30 de dezembro, em Las Vegas, quando enfrenta o belga Tarec Saffiedine no UFC 207. No Ultimate, ele soma 22 lutas, com 13 resultados positivos e nove negativos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments