Chuck Liddell admite que voltaria a lutar pela ‘oferta certa’

Ex-campeão meio-pesado do UFC não compete há quase sete anos e perdeu cinco das seis últimas lutas que fez

C. Liddell admite que voltaria a lutar (Foto: Reprodução Facebook C. Liddell)

C. Liddell admite que voltaria a lutar (Foto: Reprodução Facebook C. Liddell)

Ex-campeão meio-pesado do UFC, Chuck Liddell foi um dos primeiros ídolos do Ultimate na Era Zuffa, após Dana White e os irmãos Fertitta comprarem o evento. Aposentado desde 2010, o norte-americano viu seu nome envolvido em rumores sobre um possível retorno ao MMA, após seu ex-técnico, John Hackleman, indicar que havia essa possibilidade.

Veja Também

Gustafsson é favorito nas apostas contra Glover no UFC Estocolmo
Holloway enaltece Aldo: ’É o melhor peso pena de todos os tempos’
Dirigente diz que McGregor e Mayweather devem lutar neste ano

Apesar de admitir que voltaria a lutar, Liddell ressalta que só faria um retorno ao MMA se lhe oferecessem uma oferta irrecusável. Para o ex-campeão, isso seria um salário na casa dos 12 milhões de dólares.

“Eu vi Royce Gracie e Ken Shamrock lutar há algum tempo e pensei: “Não faço sparring há seis meses, não luto há sete anos e ganho tranquilamente desses dois caras”. Foi horrível, eu ficaria com vergonha de enfrentar esses dois. Um possível retorno trata-se de um risco contra a recompensa. Alguém teria que valer a pena o meu retorno. Se jogassem no ar um número maluco, eu aceitaria, mas não vejo isso acontecendo (…) Alguém disse que Anderson Silva contra Georges St. Pierre geraria 12 milhões de dólares (…) Se me oferecerem esse valor, eu volto”, comentou Liddell ao site norte-americano “Bleacher Report”.

Após se aposentar, o ex-lutador se tornou embaixador do UFC, ajudando a companhia a expandir seus horizontes em mercados pouco explorados e servindo de técnico em temporadas do The Ultimate Fighter em outros países. Depois que WME-IMG comprou o Ultimate, Liddell acabou demitido, apesar de o presidente Dana White ter lhe garantido, antes da venda, que seu emprego era vitalício.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments