Brock Lesnar diz que aceita enfrentar Jon Jones: ‘A qualquer momento’

Após Jones revelar interesse em enfrentá-lo, Lesnar, que está aposentado do MMA, garantiu que aceitaria o duelo

Lesnar disse que aceita enfrentar Jones (Foto: Reprodução/Facebook BrockLesnar)

Lesnar disse que aceita enfrentar Jones (Foto: Reprodução/Facebook BrockLesnar)

Brock Lesnar não demorou para responder o ‘desafio’ proposto por Jon Jones, que revelou interesse em enfrentá-lo. Mesmo aposentado do MMA, o ex-campeão peso pesado do UFC afirmou que está disposto a enfrentar ‘Bones’ “a qualquer momento”, mas ressaltou que o norte-americano deveria estar mais preocupado com o combate contra Daniel Cormier, que acontece neste sábado (29), em Anaheim (EUA), na luta principal do UFC 214.

Veja Também

Jon Jones surpreende e revela interesse em duelo com Brock Lesnar
Após provocações, Cormier e Jones têm encarada tensa antes do UFC 214

“Se eu enfrentaria o Jon Jones? A qualquer momento, em qualquer lugar. No momento ele deveria estar preocupado com o Daniel Cormir no sábado à noite”, declarou, em entrevista ao site ‘The Associated Press’.

Lesnar, de 40 anos, está aposentado do MMA. Famoso por ser membro do WWE, o gigante norte-americano tem um carreira curta no MMA, mas bastante relevante. Ele conquistou o cinturão dos pesados do UFC em 2008, quando nocauteou Randy Couture em sua quarta luta como profissional. Ele defendeu o título em duas oportunidades, mas foi destronado por Cain Velasquez. Uma nova derrota para Alistair Overeem o afastou do esporte por cinco anos. Em 2016, no entanto, ele retornou ao Ultimate para um duelo contra Mark Hunt, a quem venceu por decisão unânime, mas viu o resultado ser mudado para no contest após ser flagrado em um exame antidoping. Ao todo, seu cartel conta com cinco vitórias, três derrotas e uma luta sem resultado.

Jon Jones se tornou o mais jovem campeão da história do UFC ao nocautear Maurício Shogun, em 2011. De lá para cá, realizou oito defesas de cinturão dos meio-pesados, tendo batido nomes como Lyoto Machida, Vitor Belfort, Rashad Evans, Alexander Gustafasson e o próprio Cormier. No entanto, ele teve seu cinturão retirado pela organização por problemas com a justiça. Em abril de 2015, ele se envolveu em um acidente de trânsito e fugiu sem prestar socorro, deixando uma mulher grávida ferida. Ele voltou ao octógono em abril de 2016, quando conquistou o título interino ao bater Ovince St. Preux. No entanto, três meses depois foi flagrado em uma exame antidoping e recebeu nova punição, ficando um ano sem poder lutar. Aos 30 anos, Jones tem um cartel com 22 vitórias e apenas uma derrota, que aconteceu por desclassificação, após aplicar golpes ilegais em Matt Hamill.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments