Hunt dispara contra Werdum: ‘Está fugindo de mim, é um rato’

Neozelandês disse que brasileiro não quer enfrentá-lo porque sabe que vai ser nocauteado em uma revanche

Hunt voltou a criticar o desafeto Werdum (Foto: Reprodução/Facebook MarkHunt)

Hunt voltou a criticar o desafeto Werdum (Foto: Reprodução/Facebook MarkHunt)

Poucos dias após ser liberado oficialmente pelo UFC para retornar ao octógono, Mark Hunt já desafiou Fabricio Werdum para uma revanche no UFC 221, que ocorrerá na Austrália em fevereiro. O peso pesado disparou contra o brasileiro, acusando-o de correr dele após os dois terem se enfrentado no UFC 180, quando o ex-campeão conquistou o cinturão interino com uma joelhada voadora. Hunt disse que não estava tão preparado para a luta pois a aceitou com pouco tempo para treinar e declarou que “Vai Cavalo” teve sorte com o nocaute.

Veja Também

Mark Hunt é liberado pelo UFC para voltar a lutar
Cormier revela que Velasquez deve voltar em breve ao UFC
Técnico diz que St. Pierre pode voltar a se aposentar

Além de acusar Werdum de fugir, o “Super Samoan” ainda xingou o brasileiro, dizendo que ele era um “rato” e uma “galinha” por não querer enfrentá-lo em uma revanche.

“Esperamos poder lutar em Perth, no UFC 221. Estamos esperando Werdum aceitar, mas ele é um rato, uma galinha. Eu queria estar no card principal da primeira defesa de título de Robert Whittaker, seria um momento histórico”, comentou Hunt, em entrevista ao site Sporting News, mencionando a luta principal do UFC 221, que será entre Whittaker e Luke Rockhold.

O peso pesado neozelandês comentou ainda sobre as recusas anteriores de Werdum, que teria sido convidado a enfrentá-lo no UFC Japão e depois no UFC Austrália, mas teria dito não em ambas as oportunidades.

“Sinceramente, não entendo por que Werdum não quer dançar. Pedimos para lutar no Japão e depois em Sidney e ele recusou. Depois que eu saí da luta com Tybura, ele foi lá e aceitou me substituir. Então, ele disse não para mim e sim para Tybura, esse rato. Ele sabe que será nocauteado, só penso nisso. Ele me pegou no México, mas duvido que a mesma coisa irá acontecer se nos enfrentarmos de novo. Tive três semanas e meia para me preparar e 21 quilos para perder. E eu estava vencendo esse otário. Ele teve sorte com a joelhada”, disparou o “Super Samoan”.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments