Mesmo com vitória no UFC 221, Romero recebe 180 dias de suspensão médica

Lutador cubano sofreu uma lesão no dedo e só poderá voltar a competir em agosto ou até que seja liberado por um ortopedista

Y. Romero (foto) foi suspenso por 180 dias (Foto: Reprodução Facebook ufc)

Yoel Romero foi o grande vencedor do UFC 221, evento realizado no último sábado, em Perth (AUS). O peso médio derrotou Luke Rockhold por nocaute e carimbou sua chance pelo cinturão da categoria. Porém, o cubano pode ter que esperar muito tempo pela revanche diante do campeão Robert Whittaker.

Veja Também

Dana White confirma Romero como próximo desafiante de Whittaker
Mayweather é azarão para possível luta no UFC contra CM Punk
Evento brasileiro agenda luta de MMA entre homem x transexual

A Comissão Ocidental de Esportes de Combate da Austrália, entidade que sancionou o evento, divulgou as suspensões médicas do show e Romero recebeu um gancho de 180 dias. Com isso, o cubano só poderia voltar a competir em agosto.

Apesar da longa suspensão, Romero pode voltar a competir antes do fim do período. Mas para isso, um ortopedista independente precisa avaliar a lesão que ele sofreu no dedo da mão esquerda e autorizar seu retorno.

Além de Romero, outros seis atletas que competiram no UFC 221 foram suspensões por seis meses: Luke Rockhold, Curtis Blaydes, Dong Hyun Kim, Rob Wilkinson, José Quinonez e Luke Jumeau.

Único brasileiro no card, Jussier Formiga recebeu uma suspensão médica de 45 dias, com 30 sem treinar, devido a um corte no couro cabeludo.

Suspensões médicas do UFC 221

Yoel Romero: suspenso por 180 dias ou até ser liberado pelo ortopedista por uma lesão no dedo médio da mão esquerda; suspensão mínima de 30 dias;

Luke Rockhold: suspenso por 180 dias ou até que seja liberado por um dentista;

Curtis Blaydes: suspenso por 180 dias ou até que seja liberado por um ortopedista devido a uma lesão no joelho esquerdo; suspensão mínima de 30 dias

Mark Hunt: suspenso por 45 dias com 30 dias sem contato devido a um corte na orelha esquerda;

Tai Tuivasa: suspensão obrigatória por 7 dias;

Cyril Asker: suspenso por 45 dias com 30 dias sem contato por ter sofrido um nocaute;

Jake Matthews: suspenso por 45 dias com 30 dias sem contato devido a um corte na sobrancelha;

Li Jingliang: suspensão obrigatória de 7 dias;

Tyson Pedro: suspensão obrigatória de 7 dias;

Saparbek Safarov: suspenso por 30 dias com 21 dias sem contato por ter sofrido um nocaute;

Dong Hyun Kim: suspenso por 180 dias ou até que seja liberado pelo ortopedista devido a uma fratura na fíbula; suspensão mínima de 30 dias;

Damien Brown: suspenso por 45 dias com 30 dias sem contato devido a um corte na pálpebra direita;

Israel Adesanya: suspensão obrigatória de 7 dias;

Rob Wilkinson: suspenso por 180 dias ou até que seja liberado por um médico com lesões na orelha e nariz; suspensão mínima de 60 dias, com 45 dias sem contato;

Alexander Volkanovski: suspensão obrigatória de 7 dias;

Jeremy Kennedy: suspenso por 45 dias com 30 dias sem contato por ter sofrido um nocaute;

Jussier Formiga: suspenso por 45 dias com 30 dias sem contato devido a um corte no couro cabeludo;

Ben Nguyen: suspenso por 45 dias com 30 dias sem contato apagado na finalização;

Ross Pearson: suspenso por 45 dias para avaliação de um dentista;

Mizuto Hirota: suspenso por 30 dias com 21 dias sem contato;

José Quinonez: suspenso por 180 dias ou até ser liberado por um ortopedista devido a uma lesão no pé direito;

Teruto Ishihara: suspensão obrigatória de 7 dias;

Luke Jumeau: suspenso por 180 dias ou até que seja liberado pelo ortopedista devido a uma fratura no metacarpo;

Daichi Abe: suspenso por 45 dias;

Notícias relacionadas