ASSISTIR UFC 223 AO VIVO | SUPER LUTAS

Cinco motivos para assistir o UFC 223 neste sábado

Veja as principais histórias, os grandes nomes e o que está em jogo no UFC 223 deste sábado (07)

Nurmagomedov (esq.) encara Iaquinta (dir.). Foto Reprodução / YouTube @ufc

Depois de chuvas, trovoadas e muita confusão, o UFC 223 desembarca em Nova York (EUA), neste sábado (07). O evento, que perdeu quatro duelos nos últimos dois dias, terá apenas nove combates em seu programa de lutas, com duas disputas de cinturão. Na atração principal da noite, o russo Khabib Nurmagomedov entra no octógono com a responsabilidade de conquistar o cinturão dos leves contra o norte-americano Al Iaquinta, que está sexta-feira, às 17h, estava escalado para lutar no card preliminar do show.

Veja Também

Na segunda luta mais importante da noite, válida pelo cinturão peso palha feminino, Rose Namajunas tentará provar que o triunfo diante de Joanna Jedrzejczyk no UFC 217, em novembro, não foi obra do acaso. Por outro lado, a polonesa tenta a revanche contra sua única algoz e se firmar com a maior lutadora da categoria.

O Brasil estará representado no card por Renato Moicano. O brasileiro encara Calvin Kattar no card principal do show e busca a vitória para se firmar como um dos melhores pesos penas no mundo.

Para você entrar no clima do UFC 222, confira cinco motivos para você assistir o evento:

1 – Khabib: A consagração do melhor?

Khabib tem a chance de conquistar o cinturão no UFC 223. Foto: Reprodução / Facebook UFC

Durante anos, Khabib Nurmagomedov foi considerado por muitos o melhor peso leve do UFC, mesmo sem nunca ter lutado pelo título. Com vitórias dominantes sobre nomes como Rafael dos Anjos, Michael Johnson e Edson Barboza, o russo teve sua chance pelo cinturão atrasada por seguidas lesões.

Após esperar cinco anos como lutador do Ultimate, a chance chegaria no UFC 223, inicialmente contra Tony Ferguson. Porém, no dia 1º de abril, o campeão interino se lesionou e deixou a disputa. O evento manteve Khabib no card e convocou o campeão dos penas, Max Holloway, para disputar o cinturão dos leves.

Porém, durante o corte de peso, Hollloway foi retirado da disputa pela Comissão Atlética de Nova York. A situação deixou Nurmagomedov novamente sem rival. O Ultimate tentou Anthony Pettis, Paul Felder, mas apenas Al Iaquinta aceitou a disputa.

Com o adversário alterado novamente, Khabib carrega toda pressão do mundo de vencer a luta contra o ‘plano d’ do UFC e, enfim, conquistar o cinturão dos leves.

Uma ‘máquina no ground and pound’, o russo não costuma perdoar seus adversários. Ele derruba os rivais com enorme facilidade, amassa o rival no chão e golpeia de cim para baixo com contundência. Entre todos os rivais que passaram pela frente de Khabib nesta semana, Iaquinta é o que possui melhor defesa de quedas. Mas será que o norte-americano pode surpreender?

2 – Iaquinta e a chance de quebrar a banca

Iaquinta é o novo rival de Khabib no UFC 223. Foto: Reprodução / YouTube @ufc

Al Iaquinta estava escalado para encarar Paul Felder no card preliminar do UFC 223, mas com todo o caos causado pela lesão de Ferguson e a confusão criada por McGregor, caiu em seu colo a tão sonhada chance pelo cinturão.

O norte-americano ocupa a 11ª posição no ranking dos leves e é considerado como grande azarão no duelo contra o russo, com cotação de quase 6 pra 1.

Em seu favor, está o bom nível de wrestling para tentar evitar o excelente jogo de quedas do rival e uma pequena superstição: No dia 7 de abril de 2007, Matt Serra chocou o mundo e tomou o cinturão dos meio-médios do superfavorito Georges St. Pierre. E, acreditem, Iaquinta é pupilo de Serra, que estará em seu corner no combate de logo mais. Será que o raio cai duas vezes no mesmo lugar?

3 – Namajunas x Jedrzejczyk: A história do peso palha

R. Namajunas (esq) e Joanna (dir): fazem revanche no UFC 223.
(Foto: Reprodução Facebook UFC)

Joanna Jedrzejczyk parecia pavimentar o caminho para marcar seu nome na história do MMA feminino. Invicta, a polonesa vinha de cinco defesas de título e já pensava em subir a divisão de moscas para fazer história no UFC como a primeira mulher com dois cinturões. Até que apareceu Rose Namajunas em seu caminho.

A norte-americana, considerada como grande zebra, não se intimidou no duelo contra Joanna, nocauteou a campeã no primeiro round e mudou o rumo da história.

Agora, caberá a Rose provar que o nocaute no UFC 217, em novembro de 2017. não foi apenas obra do acaso, enquanto Joanna tentará passar uma borracha no único revés de sua carreira e voltar a pensar em subir de peso.

4 – Moicano de olho no topo dos penas

Moicano (foto) encara K. Cattar no card principal do UFC 223. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Revelação brasileira dos pesos penas, Renato Moicano chegou ao UFC e emendou três triunfos em série. Mas no duelo de jovens promessas contra Brian Ortega, em julho do ano passado, ele acabou finalizado no terceiro round. O algoz do brasiliense conseguiu a sonhada chance pelo cinturão, isso faz que o peso da derrota, em uma luta bastante equilibrada, seja menor para Renato e ele possa recomeçar sua caminhada rumo ao topo da categoria.

Na noite do UFC 223, Moicano encara um duro desafio: Calvin Kattar. O norte-americano teve uma rápida ascensão, com apenas duas lutas no octógono. Ele derrotou Andre Fili e Shane Burgos  e já se posiciona como um difícil adversário para o brasileiro.

Apesar do apelido “O Finalizador de Boston”, Calvin tem como principal habilidade o boxe, onde costuma ser eficiente nos contragolpes.

No combate entre Moicano, 11º no ranking, contra Kattar, 13º, o vencedor deve subir ao top-10 e se posicionar próximo de uma luta contra um top-5 dos penas.

5 – Magomedsharipov: Olho no russo

Com as baixas de última hora no card do UFC 223, o duelo entre Zabit Magomedsharipov x Kyle Bochniak foi promovido ao card principal. Sorte do público que pode seguir com mais atenção o russo. Magomedsharipov, de 27 anos, tem 14 vitórias e apenas uma derrota. Ele vem de 10 triunfos em série, incluindo o último sobre o brasileiro Sheymon Moraes. Na abertura do card principal, Zabit encara Kyle Bochniak e uma vitória pode deixar o atleta no ranking dos penas.

Informações do UFC 223

DATA: 07/04/2018

HORÁRIO: 19:30

LOCAL: Barclays Center, Nova York, EUA

COMO ASSISTIR: SporTV 2 (card preliminar), canal Combate todo o evento

CARD PRINCIPAL (23h, de Brasília):

Al Iaquinta x Khabib Nurmagomedov – luta pelo cinturão dos leves

Rose Namajunas x Joanna Jedrzejczyk – luta pelo cinturão peso palha feminino

Renato Moicano x Calvin Kattar

Zabit Magomedsharipov x Kyle Bochniak

CARD PRELIMINAR (19h30, de Brasília):

Karolina Kowalkiewicz x Felice Herrig

Joe Lauzon x Chris Gruetzemacher

Bec Rawlings x Ashlee Evans-Smith

Evan Dunham x Olivier Aubin-Mercier

Devin Clark x Mike Rodriguez