Carlos Condit não garante retorno ao UFC: ‘Talvez meu tempo tenha passado’

Vindo de quatro derrotas consecutivas, ex-campeão interino dos meio-médios deixa futuro em aberto após revés para Alex Cowboy no UFC Glendale

Condit (foto) cogita aposentadoria. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

A fase de Carlos Condit no UFC, definitivamente, não é boa. O ex-campeão interino dos meio-médios (até 77,1 kg.) acumula quatro derrotas em série e, no último sábado (14),foi finalizado pelo brasileiro Alex Cowboy no UFC Glendale. Com 34 de idade e 42 lutas como profissional, o norte-americano cogita pendurar as luvas.

Veja Também

Rival se machuca e Léo Santos encara Nik Lentz no UFC Utica
Dustin Poirier fatura R$ 580 mil e leva maior salário do UFC Glendale
Rafael dos Anjos provoca Colby Convigton: ‘Quer pular fora da luta’

Em uma longa mensagem escrita em sua conta no Instagram, Condit agradeceu ao brasileiro por ter aceitado a luta de última hora e deixou o futuro em aberto. O ‘The Natural Born Killer’ garante que, apesar de amar o esporte, ele considera que seu tempo ‘pode ter passado’.

“… postei muitas fotos parecendo um cara fod***. Triunfante e poderoso… Mas aqui está o outro lado, amassado e fraco na derrota. Dia duro no trabalho.

Fo**-se eu me diverti. Treinei duro, vim lutar e deixei tudo no octógono. Muito respeito ao meu adversário e sua equipe. Obrigado por pegar a luta num prazo curto. Parabéns e boa sorte no futuro.

Não sei o que vem por aí… Ainda amo esse esporte, e na maioria dos dias ainda sinto esse fogo, absolutamente amo o que faço, mas talvez meu tempo tenha passado. Não sei a resposta. Isso é o que eu sei, esta é minha paixão. Nunca vou parar de treinar, e se isso me levar de volta ao octógono, você sabe que vou tentar fazer sangrar por você”, escreveu Condit.

Em sua carreira no MMA, Carlos Condit acumula 30 vitórias e 12 derrotas como profissional. O norte-americano já ostentou o cinturão interino dos meio-médios durante o afastamento de Georges St. Pierre, em 2012, mas perdeu na unificação dos títulos no duelo que foi considerado o mais duro de GSP. Ele ainda voltou a disputar o reinado na divisão, no UFC 195, em, janeiro de 2016. Em nova batalha épica ele acabou superado por Robbie Lawler na decisão dividfida dos juízes

Post choke out, where the fuck am I , WTF happened, feeling kinda warm and fuzzy , hope I didn’t just piss my shorts on live TV , thousand yard stare. I’ve posted plenty of pictures looking like a Badass. Triumphant and powerful… But here’s the flip side, crumpled and weak in defeat. Rough day at the office 😐 Fuck it though, I had fun. I trained my ass off and I came to fight. This is what leaving it all out there looked like on Saturday. Much respect to my opponent and his team. Thank you for taking the fight on short notice. Congratulations and best of luck in the future. I don’t know what’s next guys… I still love this game, and most days I still feel that fire, I absolutely love what it do, but maybe my time has passed. I don’t know the answer. this is what I know, this is my passion. I will never stop training, and If that leads me back to the the octagon, you know I’ll try to make it bloody for ya. Right now I’m looking forward to summer shenanigans with my sons and to expanding @hundredhandscoffee .

Uma publicação compartilhada por Carlos Condit (@carloscondit) em

Notícias relacionadas