UFC 224: Jacaré para em Gastelum e vê chance do cinturão escapar

Pela terceira vez na carreira, Ronaldo Jacaré perde a chance de disputar o cinturão dos médios do UFC; Gastelum pode ter chance por título de bandeja

Gastelum (esq.) derrotou Jacaré (dir.) no UFC 224. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Mais uma vez ficou no quase! Pela terceira vez desde que debutou no Ultimate, Ronaldo Jacaré esteve perto de lutar pelo cinturão dos médios. A vitória diante de Kelvin Gastelum credenciaria o brasileiro a disputar o título. Porém, o norte-americano mostrou muita resistência, conseguiu escapar do quase fatal jiu-jitsu do manauara e virou a luta para vencer na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29 e 29-28). O resultado deixa Jacaré, com 38 anos, longe da chance pelo título, enquanto o norte-americano pediu a chance de disputar o reinado na categoria contra o vencedor de Robert Whittaker – atual campeão – e Yoel Romero, que lutam no UFC 225, em junho.

Veja Também

UFC 224: Amanda Nunes cumpre promessa, domina Pennington e defende cinturão no Rio
UFC 224: Lyoto aposenta Vitor Belfort com nocaute espetacular
UFC 224: Capoeira, Mutante e Davi Ramos brilham no card preliminar dominado por brasileiros

A luta

Sem querer dar sopa para o azar, Jacaré começou a luta e rapidamente atacou as pernas de Gastelum. O norte-americano conseguiu defender a primeira investida. Mas o brasileiro segurou a perna do rival, tomou a base duas vezes e mesmo assim Kelvin se manteve em pé. O faixa-preta então chamou para a guarda e rapidamente inverteu a posição no solo, ficando por cima.  No chão, Jacaré conseguiu montar duas vezes e acertou bons socos por cima. Nos segundos finais, Ronaldo atacou o braço e esteve perto de finalizar, mas Gastelum mostrou que estudou o jogo do brasileiro e defendeu bem.

No segundo round, Jacaré tentou repetir a dose da parcial anterior, mas Gastelum estava ligado. O norte-americano evitou a queda e manteve a luta em pé. Na troca de golpes, o norte-americano caminhava para frente e disparava duros socos. Jacaré respondia bem as investidas e a luta ficou franca. Kelvin combinou dois socos que derrubaram o brasileiro. O norte-americano foi pra cima e disparou vários golpes por cima, mas sem querer se arriscar no solo, pediu para que o manauara se levantasse. No recomeço da disputa, Gastelum continuou caminhando para frente, enquanto Ronaldo se recuperava o knockdown. Nos segundos finais, os dois se acertaram de forma franca.

O terceiro assalto, com a luta empatada, foi emociante. A troca franca de golpes, a resistência dos atletas renderam aplausos do público. Jacaré buscou o clinch para derrubar, mas não recusava a troca franca. Por sua vez, Gastelum, mesmo sofrendo duros ataques, continuava caminhando par afrente e disparado socos. O norte-americano evitou duas tentativas de queda e encerrou a luta com uma pequena pressão. Ao final, os juízes decidiram a favor de Kelvin Gastelum de forma dividida..

Resultados do UFC 224 Rio

Card principal

Peso galo: Amanda Nunes derrotou Raquel Pennington por nocaute técnico a 2m36s do R5

Peso médio: Kelvin Gastelum derrotou Ronaldo Jacaré na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso palha: Mackenzie Dern finalizou Amanda Cooper com um mata-leão a 2m27s do R1

Peso galo: John Lineker derrotou Brian Kelleher por nocaute a 3m43s R3

Peso médio: Lyoto Machida derrotou Vitor Belfort por nocaute a 1m do R2

Card preliminar

Peso médio: Cézar Mutante finalizou Karl Roberson com um katagatame a 4m45s do R1

Peso pesado: Alexey Oleynik finalizou Júnior Albini com um Ezequiel a 1m45s do R1

Peso leve: Davi Ramos finalizou Nick Hein com um mata-leão a 4m15s do R1

Peso meio-médio: Elizeu Capoeira derrotou Sean Strickland por nocaute a 3m12s R1

Peso meio-médio: Warlley Alves derrotou Sultan Aliev por nocaute técnico (interrupção médica) a 5m do R2

Peso médio: Jack Hermansson derrotou Thales Leites por nocaute técnico a 2m10s do R3

Peso meio-médio: Ramazan Emeev derrotou Alberto Miná na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso médio: Markus Maluko finalizou James Bochnovic com um mata-leão a 4m48s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário